Nesta quinta-feira (21) foi dado início às obras da segunda fase do VLT no trecho da rua Campos Melo, entre as avenidas Afonso Pena e Conselheiro Rodrigues Alves, em Santos. Elas terão duração aproximada de 35 dias úteis. A fase seguinte terá a recomposição do pavimento asfáltico e das calçadas do trecho. A execução dos serviços pode sofrer interferência, dependendo da intensidade das chuvas no período.





O cronograma de obras da linha do VLT que ligará a Avenida Conselheiro Nébias ao Valongo foi definido em conjunto pela EMTU, Prefeitura de Santos e Queiroz Galvão, empresa responsável pela execução, prevendo a abertura de 11 frentes de serviços até o primeiro semestre de 2022.





Para que as obras da segunda fase sejam executadas, é cumprido um protocolo que começa com a divulgação do trecho interditado, por meio de panfletos, aos moradores e comerciantes da região. Ele é seguido pela publicação no Diário Oficial do Município e interdição do respectivo trecho pela CET. Além dos serviços realizados no nível do viário por onde circulará o VLT (trilhos, estações, pavimentação e calçadas), são executadas obras de melhoria de infraestrutura que incluem drenagem e remanejamento das redes de esgoto e gás, de acordo com projetos aprovados anteriormente pelas respectivas concessionárias (Sabesp e Comgás).





As 11 frentes de obras estão divididas em:





- Campos Melo, entre Av. Afonso Pena e rua Xavier Pinheiro;





- Campos Melo, entre a rua Xavier Pinheiro e Av Campos Sales;





- Rua Dr. Cochrane, entre Av. Campos Sales e rua João Pessoa;





- Rua João Pessoal, entre a rua Dr. Cochrane e rua Vasconcelos Tavares;





- Rua Visconde de São Leopoldo, entre a rua Vasconcelos Tavares e rua São Bento;





- Rua São Bento, até rua Visconde do Embaré;





- Rua Visconde do Embaré, entre a rua São Bento e rua Amador Bueno;





- Rua Amador Bueno, entre a Praça dos Andradas e rua da Constituição;





- Rua da Constituição, entre a rua Amador Bueno e Av. Campos Sales;





- Rua da Constituição, entre a Av. Campos Sales e rua Carvalho de Mendonça;





- Rua Luís de Camões, entre a rua Carvalho de Mendonça e Av. Conselheiro Nébias.





O segundo trecho do VLT conta com investimento de R$ 218 milhões do Governo do Estado e a previsão é que comece operar no final de 2022. Com capacidade para transportar 35 mil pessoas por dia, ligará a Linha 1 Barreiros - Porto (a partir da estação Conselheiro Nébias) até a região central de Santos. Serão oito quilômetros de extensão e sete trens. Ele conta com 14 estações nas proximidades de locais de interesse público como Mercado Municipal, Poupatempo e Terminal Valongo. O VLT, além de ser um importante meio de transporte para a região, tem capacidade de revitalizar todo seu percurso, unindo bairros ao centro, turismo e trabalho.