O Ministério da Infraestrutura encaminhou ao Ministério da Saúde um ofício pedindo a antecipação da campanha de vacinação contra a covid-19 para práticos, agentes marítimos e servidores de órgãos anuentes. A solicitação foi encaminhada na última sexta-feira (11).





De acordo com o documento enviado ao secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Otávio Cruz, a Infraestrutura argumenta que é indispensável a destinação de 15 mil doses para aplicação em profissionais marítimos.





O pedido de antecipação foi tema de reunião de Cruz com o CEO do Brasil Export, Fabrício Julião, no começo do mês. Julião entregou para a pasta um documento assinado por entidades que fazem parte do Brasil Export, bem como presidentes de Conselhos do Fórum.





O público que pode ser beneficiado caso a Saúde atenda a solicitação é composto por servidores de órgãos anuentes (Receita Federal, Antaq, Anvisa, Marinha e Vigiagro) que estão nos portos organizados e TUPs, agentes marítimos, profissionais de serviços de apoio portuário com acesso as áreas de cais e dos práticos.





Segundo o Ministério da Infraestrutura, grande parte das embarcações que navegam pelos mares brasileiros possuem tripulação composta pelas mais diversas nacionalidades e isso gera uma atenção especial das empresas de navegação, com protocolos mais rígidos para evitar o contágio pelo novo coronavírus.