De forma pioneira no Porto de Santos, a Brasil Terminal Portuário (BTP) acaba de completar com sucesso, neste último fim de semana, a migração do seu atual TOS (Terminal Operating System) para um novo sistema operacional, o Software OPUS - da fabricante sul-coreana Cyberlogitec. Com investimento total de 3 milhões de dólares, o mais recente sistema chega para otimizar e modernizar as operações do terminal, preparando-o também para o crescimento futuro. No total, foram 18 meses desde o início do projeto, até a sua implementação total, que contou com o apoio de empresas como Consuldata e T2S.





O novo sistema operacional reúne o que há de mais moderno no mundo em termos de recursos e soluções tecnológicas para a operação de um terminal de contêineres. O OPUS permite, por meio do uso de algoritmos, um planejamento de cais e pátio ainda mais eficientes, visto que elimina movimentos desnecessários e otimiza o uso de equipamentos. Além disso, a nova tecnologia oferece importantes ganhos em performance operacional, possibilitando integração entre sistemas, maior controle das operações e adaptações e preparo de ambiente a automatizações futuras.





“Na BTP, somos guiados pelos mais altos padrões de excelência operacional, primando antes de tudo pela garantia da segurança nas operações e pelo alto nível de atendimento aos clientes. Hoje, demos um grande passo rumo a um aumento gradual e significativo de eficiência, produtividade e segurança, alinhando nossas operações às práticas tecnológicas mais atuais do mercado mundial”, conta o diretor de Operações, Márcio Guiot.





Luiz Roberto Pereira, gerente de Planejamento Operacional, conta que a implementação do novo sistema operacional representa um grande marco para a Empresa. “Com o OPUS, conseguiremos aprimorar ainda mais nossa capacidade de gestão de pátio e planejamento de operação de navios, garantindo agilidade no atendimento aos clientes e também mais segurança na transação de informações”, afirma.





Já para a gerente de TI da BTP, Fabiana Alencar, a implementação do OPUS abre espaço para novas possibilidades e prepara a BTP para as mudanças tecnológicas do futuro. “O OPUS, além de inúmeros ganhos em eficiência e produtividade, nos traz também uma série de funcionalidades tecnológicas que vão nos permitir, desde já, estarmos prontos para a consolidação da maturidade digital que estamos trabalhando, bem como para as novidades futuras como automatizações, IOT e tecnologia 5G”, explica.





A implementação do novo sistema operacional faz parte dos planos da Empresa em continuar investindo no Porto de Santos. Recentemente, a BTP protocolou, junto ao Governo, o pedido de renovação antecipada de seu contrato de arrendamento no Porto de Santos, com compromisso de investimentos na ordem de 1,3 bilhão de reais previstos para os próximos 20 anos de extensão.