Um turista de Embu das Artes (SP) foi preso em flagrante na segunda-feira à noite (13) após golpear com canivetadas dois rapazes na orla da Praia da Enseada, no Guarujá. As vítimas foram medicadas e passam bem.





Raul Olavo Magalhães Cosiello, de 28 anos, foi detido por guardas municipais e conduzido à Delegacia de Guarujá, onde o delegado Maurício Barbosa Júnior o autuou por dupla tentativa de homicídio qualificado pelo motivo fútil.
Sob a assistência de um advogado, que veio de Cotia, cidade vizinha de Embu, até a Delegacia de Guarujá, Raul invocou o direito constitucional de permanecer calado. O acusado viajou a Guarujá acompanhado de um amigo, de 35 anos.





Ouvido como testemunha, o amigo contou que descansava sozinho no carro, quando Raul se aproximou dizendo que havia arrumado “confusão por causa de mulher”. A testemunha aconselhou o acusado a entrar no veículo, mas ele não atendeu ao pedido.





Logo em seguida, ainda conforme a testemunha, Raul começou a discutir com dois rapazes e viu que eles teriam sido cortados e começaram a sangrar. Luan do Nascimento Silva, de 28 anos, reside em Guarujá e foi golpeado no lado esquerdo no abdômen.





A outra vítima é Walaf Ilson do Carmo Leite, de 22 anos, morador em Campinas. Ele interveio para evitar que Luan fosse novamente atingido, sendo golpeado no braço direito. Instantes depois, chegaram os guardas municipais.
A confusão ocorreu na Avenida Miguel Estefno, nas proximidades da Rua São Paulo, às 21h30. A equipe da Guarda Civil Municipal fazia patrulhamento de rotina e foi atraída por uma confusão envolvendo alguns jovens.





No momento da prisão, Raul e a vítima Luan estavam atracados em luta corporal. No chão, ao lado deles, foi encontrado o canivete automático utilizado no crime. O agressor também estava ferido na região da barriga, mas sem gravidade.





Antes de a ocorrência ser apresentada na delegacia, Luan e Walaf foram encaminhados, respectivamente, às unidades de pronto atendimento (UPAs) da Enseada e Dr. Matheus Santa Maria (antigo PAM Rodoviária).





Raul também foi medicado na UPA Dr. Matheus Santamaria, sendo liberado e conduzido à delegacia. Após a conclusão do auto de prisão em flagrante, o acusado foi encaminhado à cadeia anexa ao 1º DP de Guarujá (Conceiçãozinha).
Outra testemunha ouvida na delegacia é um homem de 31 anos, amigo das vítimas. Segundo ele, Raul se irritou porque o trio “paquerava” mulheres, que sequer chegaram a ser identificadas. Ele também declarou que o acusado sacou o canivete da cintura.





Fotos: Santa Portal