Um jovem de 20 anos esfaqueou os sogros após a companheira contar que era abusada pelo padrasto, na madrugada de segunda-feira (13), em Peruíbe. O crime ocorreu na Rua Francisco Guerreiro, no bairro Jardim Brasil, e a prisão do acusado foi revertida em preventiva pelo juiz na noite desta segunda-feira (13).





A Polícia Militar informou que o homem de 20 anos foi preso por dupla tentativa de homicídio, contra a sogra, de 56 anos, e o sogro, de 54 anos.





Uma das vítimas, o homem de 56 anos, foi encaminhado ao Hospital Irmã Dulce. O autor confessou o crime e alegou que sua companheira foi vítima de abusos por parte do padrasto.





Segundo a Prefeitura de Peruíbe, a jovem menor de idade está sob cuidados do Conselho Tutelar.









O que diz a defesa





A advogada do acusado, Caroline Lopes, afirma que ele não agiu de forma premeditada. Segundo ela, o jovem estava sob efeito de bebida alcoólica na noite dos acontecimentos. Unindo isso ao fato que a esposa do acusado, de 16 anos, alegou que havia sido abusada sexualmente pelo padrasto, ele resolveu ir até a casa das vítimas, imaginando que a esposa havia ido para lá.





Segundo a defesa, o jovem não queria que a esposa ficasse no local, nem deixasse o filho de dois meses lá. "Em momento algum o indiciado foi até a casa da sogra para praticar qualquer conduta criminosa. Seu intuito era evitar que a esposa fosse para a casa da mãe e do padrasto", afirma a advogada.





Ao chegar na casa, o acusado teria tido uma desavença com o padrasto da esposa. A defesa diz que a sogra "tentou salvaguardar a vida do marido ou até mesmo atentar contra a vida do indiciado", abordando-o com uma faca. Por ele ter habilidades como lutador de artes marciais, conseguiu tirar a faca da sogra, no que acabou ferindo o casal.





"Não houve premeditação na conduta do indiciado. Trata-se de um caso isolado e que a princípio ele também tentou se defender, haja vista que ambos entraram em uma contenda e se agrediram", reforça.





Ainda segundo Caroline, o indiciado relatou que a mãe da jovem não tinha uma relação boa com a filha e sabia dos abusos, chegando a presenciar uma cena em certa ocasião.