Desaparecidos há dois dias, os irmãos Lucas e Paulo de Oliveira Rocha, respectivamente, de 20 e 22 anos, foram encontrados mortos com diversos golpes de faca e com os corpos dentro de sacos, por volta de 1 hora deste sábado (2), em Santos. Uma irmã dos jovens disse a policiais militares que eles eram usuários de drogas e do “movimento”, expressão que se refere ao envolvimento com a criminalidade. A autoria e a motivação do duplo homicídio ainda são ignoradas.





Policiais militares disseram que “denúncia anônima” revelou a existência de dois corpos humanos dentro de sacos na Avenida Francisco Manoel, no Jabaquara. Os pacotes foram achados em frente ao campo de futebol society da Associação Atlética Portuários de Santos. Na mesma direção, do outro lado do canal da via, fica o Centro de Treinamento do Santos. A Santa Casa também está localizada nas imediações, o que revela a ousadia dos criminosos com a escolha do local para a desova dos cadáveres.









Momentos após os PMs confirmarem a procedência da denúncia, duas jovens se aproximaram. Uma delas disse que os irmãos estavam desaparecidos há dois dias e reconheceu os corpos como sendo de Lucas e Paulo. Ela não forneceu maiores detalhes do desaparecimento, mas disse que os jovens eram do “movimento” do Morro Santa Maria. O sumiço dos rapazes não chegou a ser comunicado à Polícia Civil, conforme apurou o Santa Portal.





A presença de bastante sangue nos corpos e nos sacos são indícios da recenticidade dos assassinatos. O crime foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) pela delegada Maria Luísa dos Santos Neves, mas é apurado pela equipe da 3ª Delegacia de Homicídios da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic). Apesar do reconhecimento feito pela irmã, por uma questão de praxe, foram coletadas as impressões digitais das vítimas para a confirmação oficial das suas identidades. (EF)