Dois caçadores armados que atuavam na Serra do Mar, na região de São Vicente, foram presos pela Polícia Militar Ambiental no domingo (12). Os policiais da  1ª Companhia do 3º Batalhão Ambiental, realizaram uma incursão que levou horas pela vegetação no interior da Unidade de Conservação do Parque Estadual da Serra do Mar - Núcleo Itutinga Pilões.





Durante o patrulhamento preventivo, o objetivo era coibir a prática de caça, extração de palmito jussara, pesca e desmatamento. Por isso, os policiais realizaram a ação a pé.





Durante a incursão os policiais encontraram vários tropeiros e armadilhas para caça de animais silvestres, e chegaram a um rancho de caçadores. O local estava com indícios de atividade recente, e foi realizada patrulha pela área de mata. 





No local, dois homens com roupas camufladas portando espingardas foram detidos por serem caçadores.





No rancho, os policiais encontraram quatro ‘canhõezinhos’, artefato artesanal com poder de fogo; um ‘pio’ (apito utilizando para atrair os animais silvestres); quatro facões; uma faca do tipo peixeira; dois machados; quatro lanternas; um serrote traçador; um pote com balins de chumbo; 100g de pólvora; cinco munições de calibre 28 intactas; 18 munições de calibre 32 intactas e duas deflagradas; duas espingardas calibre 32; cinco quilos de milho a granel.





A área também estava desmatada. Os dois homens responderam criminalmente por praticar caça, entrar em unidade de conservação sem autorização, supressão de vegetação nativa em área de preservação permanente, e porte irregular de arma de fogo.





No total, foi aplicada multa de R$ 34.940,00 e os responsáveis irão responder pelos crimes.





A ocorrência foi apresentada no Distrito Policial Sede de São Vicente, onde a Autoridade de Polícia Judiciária ratificou a ação da Polícia Militar Ambiental bem como a Prisão em Flagrante dos envolvidos, que ficaram à disposição da Justiça.