Os pets perdidos da cidade de São Paulo acabam de ganhar um forte aliado. A Cosecurity, startup de tecnologia, vai usar todo o potencial da sua rede de segurança colaborativa para ajudar tutores a encontrar seus animais de estimação. Serão mais de 350 pontos na cidade onde os animais perdidos/localizados poderão ser cadastrados para que voltem para a companhia de seus donos.





A startup trouxe o conceito de segurança colaborativa e está presente em São Paulo há pouco mais de 1 ano. Atualmente tem forte presença nos bairros do Itaim, Jardins, Perdizes, Pacaembu, Sta. Cecília, Higienópolis, Faria Lima, Campo Belo, corredor da Gabriel Monteiro da Silva e Vila Nova Conceição. A proposta é disponibilizar toda essa rede como ponto de referência para encontrar os pequenos.





Dessa forma, qualquer pessoa que perca ou localize um animal perdido, pode se dirigir a um totem da Cosecurity e escanear o QR-Code presente no equipamento. Com acesso ao site, basta cadastrar nome do tutor, nome do pet, fotos e descrição de onde o animal foi visto pela última vez. Quem localizar um pet pode fazer o mesmo caminho inserindo a localização do avistamento e os dados para contato.





“O uso do QR-Code foi pensado originalmente para que qualquer pessoa possa comunicar um crime ou suspeita à nossa Central de Monitoramento. E, desde o início, tem se demonstrado um importante canal de comunicação com a sociedade, sendo que dezenas de ocorrências já foram reportadas e encaminhadas para o Poder Público. Alguns clientes nos solicitaram esta nova funcionalidade e nos abraçamos a causa, já que a proposta vem ao encontro do nosso propósito de COLABORAÇÃO e INTEGRAÇÃO COM A COMUNIDADE”, diz o executivo Luciano Caruso, Diretor Geral e Cofundador da Cosecurity.





Além da agilidade da comunicação digital, outra vantagem em relação ao tradicional “cartaz no poste” é que os totens da empresa possuem uma padronização visual marcante e servem como ponto de referência. O cadastramento digital é prático e imediato. Basta um único preenchimento para difundir a informação por toda a cidade.





Segundo o executivo, a Cosecurity possui uma rede com mais de 1 mil câmeras privadas conectadas a cerca de 350 totens voltados para espaços públicos (ruas, avenidas, calçadas e praças), desenvolvendo uma conexão articulada em mais de uma dezena de bairros da Grande São Paulo. O serviço é inteiramente gratuito.