Do ponto de vista evolutivo, o jejum é algo muito natural, visto que antigamente não tínhamos alimentos em prateleiras e nem sabíamos quando/qual seria a nossa próxima refeição. Ele também é prática obrigatória em algumas religiões, já que ele é visto como um ato de purificação do corpo.

Seguem alguns dos seus benefícios: auxilia no emagrecimento, melhora a resistência à insulina, redução de alergias e infecções, facilita a sensação de saciedade, melhora o perfil cardiovascular, melhora o perfil metabólico ligado às doenças crônicas, e melhora em doenças neurodegenerativas. Ainda é excelente para o microbioma e para a imunidade, reduz a inflamação, diminui os fogachos na menopausa, e aparente reduz o desenvolvimento de câncer e até melhora no seu tratamento.

Contudo, existem diferentes tipos de protocolos de jejum, tanto em relação à sua frequência quanto à sua duração, e existem algumas contraindicações, então é muito importante ter um acompanhamento nutricional durante a sua prática, até porque de nada adianta fazer algumas horas de jejum só por modinha e acabar compensando todas as calorias que "economizou" depois em fast food e/ou alimentos ultraprocessados. Consciência sempre em primeiro lugar!

Gostaria de conhecer mais? Me siga no Instagram! www.instagram.com/ingridpriornutri