Um programa que nasceu com intenção de ser um fracasso e acabou sendo um sucesso. Não acreditam? Pois é, essa é a história do Clube dos Esportistas, levado ar pela TV Record entre 1982 e 1986, com Silvio Luiz no comando.





O cenário da atração era como se fosse uma sala de casa, com direito à campainha para anunciar a chegada dos mais diversos convidados - trazidos pelos outros integrantes da equipe, como os repórteres Flávio Prado e Ely Coimbra e o narrador Fernando Solera. Tinha até empregada - a Ferreirinha, uma anã que também servia bebidas aos entrevistados.





Quem trouxesse o pior convidado teria que aturar um boneco de um palhacinho ao lado, cujo significado só o responsável pela vinda sabia. Pergunta considerada imbecil também merecia uma escultura de um cavalo.





Doses generosas de bom humor norteavam o programa, além de mulheres bonitas. Gretchen e Rita Cadilac, por exemplo, eram figurinhas fáceis cantando e fazendo a alegria dos homens presentes.





A ideia do Clube dos Esportistas surgiu depois do estrondoso sucesso da cobertura da Copa de 1982, na Espanha, pela Rádio Record, tanto no AM quanto no FM.





Em uma ideia de Rui Viotti, assistente de direção da TV Record, Silvio Luiz narrou os jogos como se estivesse na TV. A campanha incentivava que os telespectadores - apenas com a Rede Globo como opção, pois detinha a exclusividade de transmissão da competição - abaixassem o som da TV e ouvissem pela emissora.









Clube dos Esportistas fortalecido









Com o êxito, a direção resolveu fortalecer o time, porém Silvio Luiz e Flávio Prado descobriram que os contratados vinham ganhando mais do que eles. O narrador, então, cobrou que os salários teriam que ser igualados. Para isso, a proposta: quem já estava teria de trabalhar mais.





A proposta é que fosse preenchida a grade da TV Record entre o fim de terça-feira e o início da madrugada de quarta, a partir da meia-noite. Um horário considerado "podre" pela cúpula da emissora.





"O Silvio, que era o chefe da equipe, disse que iríamos esculhambar porque iriam ficar tão envergonhados que tirariam o programa do ar. Como o aumento já tinha sido dado, não precisaríamos trabalhar. Virou o Clube dos Esportistas e gerou um monte de programas, como o Perdidos na Noite e o Pânico. Era sacanagem de todo tipo", contou Flávio Prado, ao lado de Silvio Luiz, no Papo com Benja, apresentado por Benjamin Back no Lance, em 2011.





Para sentir um pouco do clima do programa, confira um trecho do Clube dos Esportistas levado ao ar em 14 de agosto de 1984 e apresentado por Flávio Prado, pois Silvio Luiz ainda estava em Los Angeles para a cobertura da Olimpíada daquele ano.





As imagens foram trazidas pelo canal Arquivos1000, dono de um grande acervo sobre a memória da TV e do esporte.






https://www.youtube.com/watch?v=NGTr4Mrr8Oc