Polícia Civil participa da Operação Vetus em defesa dos idososDivulgação/Polícia Civil

POLÍCIA - A “Operação Vetus”, que objetiva apurar denúncias de crimes cometidos contra idosos, teve início nesta sexta-feira (4). Através da troca de informações entre as polícias judiciárias estaduais e Ministério da Justiça foram capitaneadas as informações obtidas através dos canais de denúncia que possibilitaram a deflagração dessa operação.

Ela é inédita e tem também a parceria do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, tendo em vista as denúncias de crimes registrados durante o período da pandemia.

Na região do Deinter-6, que abrange as 24 cidades da Baixada Santista e Vale do Ribeira, três homens foram presos (33, 22 e 18 anos), nas cidades de Juquiá, Registro e Itanhaém, respectivamente, todos pela prática de crimes contra vítimas idosas, ou por descumprimento de medida protetiva. As prisões se deram através de cumprimento de mandados de prisão, que foram obtidos através das investigações desenvolvidas pelas equipes.

Atuaram nessa operação 168 policiais civis que integram o quadro do referido Departamento. Além disso, também foram cumpridas oito medidas protetivas, a fim de resguardar a segurança de vítimas idosas, e ainda foram lavrados 23 termos circunstanciados e instaurados 16 inquéritos policiais, onde serão apurados crimes da mesma natureza.

As investigações prosseguem. As prisões e todas as diligências realizadas hoje, servirão de base para as demais apurações em curso no combate aos crimes contra vítimas idosas.