Duas Divulgação

SANTOS - Em ação pelo Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) na manhã desta terça-feira (11), o Instituto Gremar resgatou duas carcaças de “Toninhas”, da espécie Pontoporia blainvillei, na Praia do José Menino, em Santos.

Os dois animais (fêmea e filhote) estavam em avançado estágio de decomposição e foram encaminhados para o Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos, em Guarujá, para realização de exame de necropsia.

Foi constatado que a fêmea estava em terço final de gestação, que normalmente dura em torno de 11 meses. O filhote foi encontrado envolto à placenta, com aproximadamente 50cm de comprimento, indicando ainda estar em processo de formação (costumam nascer medindo entre 70cm e 80cm).

A “toninha” é um dos pequenos cetáceos mais ameaçados do Brasil. Diferentemente de outras espécies de golfinhos, raramente se aproxima dos humanos, evitando embarcações motorizadas. Mas segue sendo vitimada pela captura acidental em redes de pesca, principalmente de emalhe.

Os esforços para garantir o futuro da espécie se intensificaram em 2010, com a criação do Plano de Ação Nacional Para a Conservação do Pequeno Cetáceo Toninha, pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Ainda assim, passados dez anos, há muito a se avançar para, de fato, garantir que as “toninhas” possam continuar a habitar a costa brasileira.

noticia202081158515.jpg
Divulgação