Sabesp e Prefeitura detalham plano de investimentos para abastecimento de água em GuarujáReprodução

GUARUJÁ - A convite do diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, o prefeito do município de Guarujá, Válter Suman, acompanhado dos secretários Sidnei Aranha (Meio Ambiente) e Marcelo Mariano (Habitação), participou de reunião virtual na manhã desta quinta-feira (30). Estiveram presentes, pela Empresa, o diretor de Sistemas Regionais, Ricardo Borsari, o superintendente regional na Baixada Santista, Raul Christiano, o superintendente de Assuntos Regulatórios, Marcel Costa Sanches, e os gerentes Nicolas Alvarez Gonzalez e Andrenandes Sincerre Gonçalves. Na abertura do encontro, gerentes da Companhia expuseram aos representantes do município sobre o sistema de abastecimento de água e situação hídrica do Guarujá.

Benedito Braga ressaltou o comprometimento dos trabalhos da Sabesp, tendo como um norte o plano de investimentos estabelecido com o município no contrato para os próximos 30 anos. Sugeriu estreitar ainda mais a parceria com o município, durante essa estiagem histórica, focando a atenção nas pessoas com a excelência dos serviços contratados. Desde o início da reunião, fez questão de recolocar as decisões estratégicas da Sabesp para o Guarujá e Vicente de Carvalho, divulgadas na tarde de quarta-feira (29), enumerando obras em execução desde o início de 2019 e outras ações necessárias para construir o reservatório da Cava da Pedreira, em andamento conforme o plano de investimentos pactuado.

Investimentos estruturantes e mais complexos, como novos reservatórios, intervenções para redução de perdas de água e regularização de ligações de água por meio do programa Água Legal foram relacionados. Nesse quesito ficou claro para os participantes a escolha pela Sabesp do empreendimento Cava da Pedreira, que terá capacidade para armazenar 2,3 bilhões de litros de água bruta, que está com o edital de licitação publicado para contratação do Relatório de Impacto Ambiental, conforme determina a Cetesb.

O diretor-presidente da Sabesp afirmou que ainda nesta semana a Sabesp adota medidas para acelerar a aquisição da área, cujos laudos de avaliação imobiliária já estão aprovados internamente na Companhia. Ao mesmo tempo a Sabesp já iniciou o trabalho técnico para o edital de licitação para contratação das obras.

Benedito Braga agradeceu ao prefeito pela liberação da área municipal onde a Sabesp vai investir na construção de reservatórios como o Centro de Reservação de Morrinhos, com capacidade para 10 milhões de litros de água tratada. A contratação ocorre neste segundo semestre de 2020, e sua operação é prevista para 2021, beneficiando diretamente os bairros Morrinhos I, II e III, Jardim Brasil, Vila Zilda, Cachoeira, Vila Edna e Vila Selma.

Na Baixada Santista, Guarujá será o primeiro município a ser atendido pelo Programa Água Legal, para regularização de ligações de água em áreas de alta vulnerabilidade social em acordo com os órgãos competentes. O prefeito Válter Suman e os demais representantes da Prefeitura conheceram em detalhes a iniciativa. A Sabesp é impedida por lei de atuar em áreas informais, portanto a ação da Prefeitura na regularização fundiária urbana é necessária. Em Guarujá, as áreas inicialmente contempladas pelo Água Legal, em comum acordo entre Prefeitura, Ministério Público e Sabesp, serão Pedreira Mattarazzo e Cantagalo, abrangendo aproximadamente 12.500 pessoas.

Outra frente de trabalho são as ações do Programa Corporativo de Redução de Perdas, visando diminuir as perdas de água em Guarujá por meio da modernização das tubulações. No distrito de Vicente de Carvalho as obras já tiveram início em julho de 2019 e, neste semestre, serão feitas duas contratações importantes para redução das perdas, ganho na pressão das redes e maior disponibilidade de água na distribuição, incluindo substituição de 62.800 metros de redes de distribuição, instalação de macromedidores e válvulas de pressão, substituição de 15.677 ramais antigos e de 18.510 hidrômetros e pesquisa de vazamento.

O diretor de Sistemas Regionais, Ricardo Borsari, destacou as ações do Plano de Contingência durante a estiagem de chuvas neste ano, reforçando a importância das campanhas de comunicação e a mobilização de Prefeitura e Sabesp na sua consecução, para a adoção do consumo consciente de água pela população, mesmo nesse período de pandemia do Covid19. E detalhou que a Sabesp disponibiliza atualmente 21 caminhões-tanque para atendimento da população e 4 reservatórios (de 1.000 litros cada um) em travessas da Rua São Paulo (Jardim Conceiçãozinha). Já teve início também a entrega de caixas d’água a famílias que não tenham condições de comprar o reservatório.

O prefeito Válter Suman sugeriu a criação de um comitê de alto nível - formado por representantes da Prefeitura e da Sabesp - com a missão de planejar o Projeto Verão 2020/21 em Guarujá. Também pediu o reforço nas campanhas de uso consciente da água e no tratamento transparente da situação junto às comunidades mais atingidas com as faltas de água.