Desfile virtual arrecada mais de 400 cobertores em SantosDivulgação Prefeitura Municipal de Santos
EVENTO - O galpão construído em 1865 da Casa da Frontaria Azulejada foi especialmente preparado para se tornar uma passarela de moda para o desfile beneficente Luzes de uma nova era. O evento aconteceu no início da noite desta quinta-feira e arrecadou mais de 400 cobertores novos para a Campanha do Agasalho do Fundo Social de Solidariedade de Santos.

A passarela foi formada por 200 velas artificiais posicionadas no chão, delimitando o local a ser percorrido pelos modelos. As paredes rústicas do galpão foram iluminadas com canhões de luz, tornando o ambiente uma verdadeira obra de arte.

Os cerca de cem modelos que participaram se revezaram em turmas de 25, em um intervalo de uma hora. Inicialmente, às 17h30, entraram na passarela crianças de quatro a sete anos. Uma hora depois, o público de nove a 12 anos. Os desfiles que se iniciaram às 20h e 21h30 contaram com a participação de modelos adultos.

Todos desfilaram usando máscaras faciais. Na entrada, receberam álcool em gel e tiveram a temperatura medida. Todos tiveram orientações para manterem distanciamento de outras pessoas.

Os protocolos de saúde foram prioridade para a organizadora do evento, Clô Macia. “Planejamos um modo de ter 25 pessoas por hora, em um espaço que cabem duas mil. Então, aqui estamos todos seguros, distanciados. Mesmo de máscaras, dá para ver o sorriso das crianças através dos olhinhos, felizes por estarem aqui vivendo esse momento mágico”.

Para a presidente do Fundo Social de Solidariedade, Maria Ignez Barbosa, o momento de pandemia não limitou as boas ações dos participantes. “Agradecemos o envolvimento da Clô e de todos os modelos. Em um momento tão difícil, participar desta ação tão importante, mostrando seus talentos e ajudando a quem mais precisa, é realmente uma atitude louvável”.

Arrecadação
Cada participante pôde participar doando cobertores e também levando doações de amigos e parentes, que acompanharam o evento pelas redes sociais, ao vivo. Os lojistas também doaram de cobertores para a Campanha do Agasalho 2020 (https://www.santos.sp.gov.br/?q=noticia/campanha-do-agasalho-em-santos-arrecada-somente-cobertores-novos). Em função da pandemia, a edição deste ano recebeu apenas cobertores novos.

A arrecadação prossegue nesta sexta (31), na Oficina de Modelos By Clô, organizadora do evento. O endereço é Av. Marechal Floriano Peixoto, 284, sala 5 (Gonzaga), das 13h às 19h. Qualquer pessoa pode doar. O balanço com o número total arrecadado será divulgado na próxima semana.

Poema
Antes do início do primeiro desfile, a atriz mirim Camila Salinas recitou o monólogo Reencontro. O poema trouxe alguns elementos presentes no cenário de pandemia e a esperança de um futuro com dias melhores.

“Reencontro: substantivo masculino. Ato ou efeito de reencontrar-se. Novo encontro, redescobrimento. O tempo parece ter parado, lento e calado. Melhor que o encontro, é o reencontro. É a certeza que não há certeza de nada. É se perder dentro de um olhar e, mesmo assim, saber que dentro dele você pode se reencontrar e sorrir. É viver sem medo do que pode vir, é ir sem medo de se perder, pois o reencontro é um vaga-lume que nos guia em uma noite fria”.

A esperança renovada também foi destacada por um dos lojistas participantes, André Aguiar. “A mensagem de hoje, disso que estamos vivendo, é de esperança. Estamos mostrando aos nossos filhos que haverá vida após a pandemia”.