Conselho Deliberativo reprova contas de 2019 do Santos FCPatrícia Nunes/Santa Cecília TV
SANTOS FC - O Conselho Deliberativo do Santos reprovou as contas de 2019 do clube em reunião realizada na noite desta terça-feira. Foram 151 votos a favor,, 9 contra e 11 abstenções.

A maioria, então, concordou com o parecer do Conselho Fiscal, que recomendava a reprovação, apesar do superavit de R$ 23,5 milhões. Os problemas são outros: gastos não justificados com cartões corporativos, pagamento de comissões para agentes de atletas e a transferência de Bruno Henrique para o Flamengo. O balanço de 2018 também já tinha sido alvo da discordância dos conselheiros.

O encontro foi virtual em razão da pandemia do coronavírus. Os trabalhos, porém, foram conduzidos pelo presidente Marcelo Teixeira direto do salão do Conselho, enquanto os conselheiros participavam por videoconferência.

"O Comitê de Gestão terá oportunidade de receber esse documento mais uma vez para poder, possivelmente, corrigir algum desses apontamentos para que retorne ao Conselho Fiscal e haja um parecer final referente às contas de 2019", explica Marcelo Teixeira.

O presidente José Carlos Peres também participou da reunião virtual, mas a defesa da gestão foi feita por Pedro Dória, integrante do Comitê de Gestão do clube.

Comissões
Na mesma reunião também foram homologados os nomes da Comissão de Inquérito e Sindicância: Vidal Sion Neto (presidente), Marilia Gallotti Bonavides de Souza (relatora), Ricardo de Moraes, Marcelo Afonso Prado e Paulo Antonio Bento Silvares (membros).

Também foram conhecidos os integrantes da Comissão Eleitoral: Fernando Reverendo Vidal Akaoui (presidente), Antonio Aguiar Teixeira, Cássio Frederick Gonçalves Richter, Osvaldo Nico Gonçalves e Roberto Diz Torres (membros).