DIVULGAÇÃO/CEPTAS DIVULGAÇÃO/CEPTAS

Bebê furão é resgatado e passa por tratamento em Itanhaém

RECÉM-NASCIDO - Um bebê furão, com poucos dias de vida, foi encontrado por moradores de Itanhaém e levado pela Polícia Ambiental para ser tratado em um centro de recuperação de animais silvestres em Cubatão.

Apesar de alguns ferimentos leves, o bichinho se recupera bem. Quando chegou ao centro, ele ainda não tinha nem aberto os olhos e não se sabe o que aconteceu com os pais dele. Ele está sendo alimentado com leite a cada meia hora e, quando crescer e estiver pronto para viver livre, vai ser solto na natureza.

Mas o legal mesmo de toda essa história é ver as fotos do bichinho. Olha só que fofinho que ele é!!!!!

blog20201314258876.jpeg

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Santaportal
  • Postado em: sexta-feira, 31 jan 2020 18:40Atualizado em: sexta-feira, 31 jan 2020 18:41
Reprodução Reprodução

Pets ajudam a combater o estresse dos seres humanos

Pesquisas comprovam que os animais de estimação fazem bem a saúde dos humanos. Prova disto é que vários hospitais estão liberando visitas de bichos a pacientes internados, inclusive em unidades semi-intensivas. É a atual humanização do tratamento e a interferência positiva que eles proporcionam na cura. Apesar desta decisão ser nova, há estudos no Reino Unido e Canadá provando a ajuda que estes pequenos amigos contribuem. Um estudo feito pela Universidade de Nova York mostrou que os pets são uma das melhores maneiras de combater o estresse.

A pesquisa testava níveis de estresse nas pessoas em situações sozinhas, com seu parceiro, com seu animal e com seu parceiro e animal. Eles notaram que a ocasião de maior relaxamento e tranquilidade foi quando estava com seu animal.

Pesquisas nacionais, provam que a tristeza vai embora com maior rapidez em pessoas que possuem animais. Elas provaram que esta convivência reduz a sensação de solidão, a ansiedade e a depressão. O contato com os animais, faz os seres humanos produzirem mais hormônios como a ocitocina, prolactina e a serotonina que melhoram o humor.

Muitas famílias escolhem ter um cão para participar da vida com os filhos, outras preferem não ter animais pois acreditam que os filhos possam desenvolver alergias, universidades americanas mostram que a chance de a criança ter este tipo de problema são 40% menores tendo um animal de estimação. Isto porque a convivência com eles desenvolve um sistema imunológico mais forte, este efeito não acontece entre os adultos que já sofrem de alergias.

Criar um bicho em casa ajuda a reduzir a pressão sanguínea, colesterol e o triglicérides. Melhorando a função cardíaca e prevenindo doenças cardiovasculares.

Passear com cachorro é uma boa maneira de perder peso, estas caminhadas diárias são mais frequentes do que se a pessoa não tivesse um animal de estimação.

Concluímos que os animais de estimação são importantes para a saúde dos humanos.

Eduardo Ribeiro Filetti

Médico Veterinário

Professor da Unisanta

Mestre em Saúde Pública

Especialista em clínica médica e cirurgia de pequenos animais. 

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Eduardo Filetti
  • Postado em: quinta-feira, 30 jan 2020 16:13
  • pets   saúde   seres humanos   
REPRODUÇÃO REPRODUÇÃO

Cachorro que parece estar sempre pensativo consegue ser adotado após anos em abrigo

Jude é um cachorrinho adorável e muito brincalhão. Mas passou anos em um abrigo de animais sem que ninguém quisesse adotá-lo. Tudo porque ele, apesar de ser muito saudável, ele tem um problema no rosto que o deixa sempre com uma expressão de quem está em dúvida ou pensativo.

Ele conseguiu um novo lar quando, por causa do furacão Dorian, os animais do abrigo foram deixados, por segurança, na casa de voluntários. O furacão passou mas o casal já havia se apaixonado pelo bichinho e não conseguiu mandá-lo de volta para o abrigo.

O cãozinho virou uma celebridade local e se tornou um símbolo da importância da adoção animal.

blog20201282545232.jpg

blog20201282556685.jpg

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: terça-feira, 28 jan 2020 09:23
Reprodução Reprodução

Cachorrinho impaciente não suporta ser deixado sozinho no carro e buzina até tutor ir resgatá-lo

A cena aconteceu em uma rua de Melbourne, na Austrália. O ocupante de um carro parado começa a buzinar sem parar. Pedestres correm para ver se é algum problema, se alguém está passando mal. E encontram um cachorrinho, impassível, em frente ao volante, buzinando incessantemente.

O inusitado da situação chamou a atenção do ciclista Steele Von Hoff, que registrou parte do ocorrido. O cachorro, que parece saber muito bem o que está fazendo - e aparenta estar se divertindo muito com isso - só para quando seu tutor atravessa a rua, se perguntando o que estava acontecendo, e abre a porta do carro para ele sair. Veja a cena:

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: quarta-feira, 15 jan 2020 14:25
DIVULGAÇÃO DIVULGAÇÃO

Depressão: cães e gatos também sofrem com a doença

O Brasil é o país mais deprimido da América Latina, são quase 12 milhões de brasileiros sofrendo com a doença. Porém, quem pensa que o transtorno depressivo aflige apenas seres humanos está enganado. Cães e gatos também convivem com o problema, conforme explica Luana Sartori, veterinária responsável pela Monello Select.

Traumas, abandono, chegada de um novo membro, mudança de ambiente e solidão são algumas das causas da depressão nos animais. “A tristeza profunda acomete cães e gatos que passam por experiências difíceis, por sustos grandes ou que ficam muito tempo sozinhos. Cada animal responde de uma forma a esses fatos expostos”, conta Luana.

É importante não confundir a depressão com a Síndrome da Ansiedade de Separação - conhecida pela sigla SAS. Muito embora os sintomas sejam semelhantes, são problemas diferentes. Alguns sinais indicam que o pet pode estar em estado de depressão como, por exemplo, a falta de apetite que vai piorando conforme os dias passam.

“A falta de interesse pelas coisas também pode ser sinal da doença. Ficar muito agitado, rejeitar carinhos do tutor, destruir objetos da casa, urinar em local diferente e latir em demasia também podem indicar um transtorno depressivo”, acrescenta a especialista da Nutrire.

Às vezes, a mudança de ambiente pode desencadear o problema. “O que parece simples para nós, não é tão simples para o pet. As mudanças sempre causam desconforto ao animal, que já estava ambientado ao local que vivia. Sair da zona de conforto pode causar medo aos bichinhos e uma série de doenças, inclusive a ansiedade e depressão”, revela.

O mais indicado para quem vai se mudar é levar o animal para reconhecer o local antes da mudança. Além disso, evitar ao máximo mudar seus hábitos e rotinas também é importante. “Leve o pet para passear nos mesmos horários, mantenha as mesmas brincadeiras e redobre o afeto para que ele se sinta acolhido nesse novo ambiente”, indica Luana.

Ao notar qualquer mudança no pet, seja física ou de comportamento, o recomendado é consultar o veterinário imediatamente. “Muitos desses sintomas estão relacionados com outras doenças mais graves, que exigem tratamento imediato. Por isso, é sempre importante que o animal esteja com as vacinas em dia e frequente um especialista regularmente”, alerta.

O tratamento varia de acordo com cada caso, mas pode ser necessário o uso de medicamentos alopáticos - que têm ação específica nos sintomas. Você pode ajudar a prevenir o transtorno depressivo estabelecendo uma rotina de brincadeiras e mantendo os passeios em dia. “O ambiente em que o animal vive deve ser limpo diariamente e, claro, protegido da chuva. É importante que os bichinhos aproveitem o sol, mas com cuidado para evitar o câncer de pele, especialmente nos gatinhos brancos. Todos esses fatores influenciam no bem estar do pet”, conclui Luana.

 

 

Leia Mais
  • Publicado por: Gustavo Klein
  • Postado em: quinta-feira, 09 jan 2020 11:31Atualizado em: quinta-feira, 09 jan 2020 12:18
<< Página Anterior       Página Posterior >>
Sobre
Tudo sobre a saúde, alimentação, lazer e curiosidades sobre seu melhor amigo! Galeria de fotos dos pets mais bonitos. Informação e serviço você encontra aqui, no espaço perfeito para os bichinhos de estimação: Santa Pet!