Reprodução Reprodução

Chorar não dá XP

Eu bem poderia começar falando que os gamers ficam de Mimimi, mas muitos de vocês não iriam gostar e iriam reclamar porque os gamers há anos tem a péssima mania de reclamar de tudo. “PS5 chegou, mas parece um roteador”, “Vingadores parece jogo de celular”, “Nossa esperei tanto pelo Last of US 2 e estragaram o jogo” sabem a que conclusão chegamos? Gamers são uns bichos que nunca estão satisfeitos, eles jogam, compram e consumem só pra ter o prazer de criticar, mesmo que tenha gostado de diversas partes do jogo, mas parece mais interessante ficar chorando, reclamando, xingando, ofendendo, é aí que chego ao título desta coluna: “Chorar não dá XP”.

Não adianta chorar porque o jogo é caro, o design não é o que você queria, ofender a atriz do jogo porque a personagem não age como você acha que deveria ou mesmo xingar gamers mulheres. Nada disto dá XP, não dá experiência dentro ou fora do jogo, só faz com que você seja mais um dos jogadores que deveriam estar em extinção.

Já pensou que, ao invés de criticar o jogo você poderia ver um ponto positivo nele? Ou mesmo assumir que aquele jogo não foi feito pra você? Ao invés de reclamar do preço poderia esperar ele abaixar e assumir que nosso mercado é diferente do mercado lá fora.

Essas pessoas que cito aqui, são pessoas que não gostam de perder, não gostam de serem contrariadas, não gostam que as coisas sejam como são, e aceitar é a primeira dose do remédio para tratar algo que talvez você nem percebeu que tinha dentro de você, a realidade é que você não está satisfeito com nada.

Aceita que dói menos....Ou vai chorar?

 

 

  • Publicado por: Stevie Lopes
  • Postado em: segunda-feira, 13 jul 2020 20:18Atualizado em: segunda-feira, 13 jul 2020 20:21
  • XP   PS5   

Comentários (2)

Enviar Comentário

Rodrigo França

• 15/07/2020 18:54

CheckPoint
Parabéns pelos temas abordados!!!!! Esse "CheckPoint" tem de continuar!!!

Leandro Bicudo

• 14/07/2020 15:36

Tá certo
Você tem toda a razão Stevie e realmente elogiar mais e criticar menos é a alternativa correta, além de não comprar os jogos logo quando saem. Enxergar as coisas com outros olhos, de uma outra ótica, aí sim é XP na certa.