Divulgação Divulgação

Precisamos falar sobre o Nivus

O Nivus não chegou da maneira como a Volkswagen imaginava que chegaria, mas chegou porque precisava chegar. Em tempos pandêmicos, nos quais uma região pode mais que as outras, dizer ao mercado que há um produto novíssimo na área cria um pouco mais de expectativa a quem logo – ou não – terá de volta sua vida normal.

Aos fatos: o Nivus será fabricado no Brasil, na Unidade Anchieta da Volks (Km 23,5, sentido Litoral) e comercializado no mundo. Por aqui chega em julho, no fim do ano a outros países da América Latina e depois na Europa. De acordo com a Volkswagen, trata-se de um SUV de entrada ou um, como gostam de classificar, subcompacto.

Tudo sobre o Nivus está aqui https://www.autoaventura.com.br/2020/05/ainda-sem-preco-volkswagen-nivus-chega-ao-brasil-nas-proximas-semanas.html

Aos fatos, parte 2: quando a Volkswagen define o Nivus como SUV subcompacto, o leva ao segmento onde se encontra o Honda WR-V e...e...mais ninguém. Porque Honda HR-V, Nissan Kicks, Renault Duster e outros estão um patamar acima em termos de categoria.

Então a Volkswagen tem boas perspectivas e corre alguns riscos. As boas perspectivas estão no design do Nivus (veja aí e diga se gostou; daqui, aprovamos) e o motor 1.0 TSI de 128 cv. Em suma, é um propulsor potente e muito econômico. Essas três letrinhas (TSI) significam injeção direta. É um prazer acelerar carros com tal alcunha.

O Nivus traz ainda controle de velocidade de cruzeiro (quando você programa a distância do carro à frente) e traz o inédito VW Play, novo sistema de infotainment da marca. E, claro, há a confiança nos carros VW e nesse ponto a marca leva uma larga vantagem.

Os riscos: é um segmento sem relevância no mercado. O WR-V, por exemplo, foi lançado em 2017 e jamais emplacou. Na realidade é um Fit maior e o público acostumou-se (com razão) ao hatch. Compacto por compacto o público preferiu o Fit.

No caso do Nivus, há um outro risco: o fogo amigo com o T-Cross. Esse, sim, concorrente dos HR-Vs e Kicks da vida. O que pode acontecer é o público aprovar o Nivus (não será difícil isso acontecer) e abandonar o T-Cross, que ficaria acumulando nos pátios. Ok, o T-Cross ainda traz motor 1.4, mas um 1.0 TSI manda muito bem.

Vamos aguardar, mas a perspectiva é das melhores.

Aceleremos!!

 

 

  • Publicado por: Paulo Rogério
  • Postado em: sexta-feira, 29 mai 2020 18:28Atualizado em: sexta-feira, 29 mai 2020 18:28
  • Nivus   carro   Volkswagen   

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
O mundo automotivo dentro e fora da estrada! Pelo jornalista Paulo Rogério, especializado em automobilismo.