Reprodução Reprodução

Obrigado, Armando!

Quem assistiu TV na Baixada Santista nos últimos 30 anos e disser que nunca viu ou mesmo que não conhece Armando Gomes certamente estará mentindo. Com seu jeito único, ele já estava na história ao comandar o programa Esporte por Esporte, primeiro na TV Litoral e desde 1997 na Santa Cecília TV. Desde o início da manhã do último domingo, porém, Armando Gomes Vieira Filho passou a ser definitivamente uma estrela com sua morte, aos 76 anos.

As opiniões contundentes sempre foram uma marca do apresentador, justamente contra os que atacavam o Santos e a Cidade. Mensagens dos telespectadores que não o agradavam eram lidas assim como as que elogiavam. A diferença era o tratamento: no tempo em que os faxes eram populares, os papeis eram rasgados na frente das câmeras para delírio de quem estava em casa e nas arquibancadas, no período em que o Esporte por Esporte teve plateia, já na Santa Cecília TV.

A audiência, então, explodia, a ponto de Jô Soares citar o programa. Em uma entrevista, o apresentador comentou sobre os grandes índices de seu programa, exceto na Baixada Santista, onde o Esporte por Esporte dominava as atenções. Ver a reação de Armando Gomes depois das vitórias e derrotas do Peixe - tal como acontecia em outros tempos no rádio com o narrador Ernani Franco, outro fanático santista - virou um esporte tão esperado quanto acompanhar o futebol dos finais de semana.

Armando Gomes ganhou, inclusive, o nome da sala de imprensa da Vila Belmiro e integrou o Conselho Deliberativo do clube. Certa vez, até deixou uma reunião do órgão sobre a negociação de Neymar porque não tinha sido aprovada a presença da imprensa no local e, por ser parte dela, foi solidário. "Obrigado senhoras, obrigado senhores, Deus existe". Era assim que Armando se despedia a cada final de Esporte por Esporte. O público, porém, é que agradece e agora reverencia a memória de alguém que deixou sua marca.

O blog Arquivos1000 traz imagens dos últimos minutos do programa Esporte por Esporte de 17 de março de 2005, no qual Armando Gomes comemorou 61 anos, com direito a bolo de aniversário e uma das tantas frases marcantes do apresentador em relação ao Peixe. Na mesa estão, além de Armando, Silvio Ruiz, Pedro de Paulo Neto, José Calil e Ricardo Martins. Quem traz o bolo é Aldo César, então produtor do programa.

Esta é apenas uma ínfima parte do acervo que você pode contribuir para manter vivo. O valor mínimo é R$ 20,00. Confira no link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/por-um-acervo-esportivo-jornalistico-e-de-itens-historicos-vivo?fbclid=IwAR2RVxbNmQ_pprnzsj-RR7ZJE3Dt/zWLyy8nS6UGjCo9mTh2J0XZcp2XpKhY

 

 

  • Publicado por: Ted Sartori
  • Postado em: quarta-feira, 29 jul 2020 19:35Atualizado em: quarta-feira, 29 jul 2020 19:52

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
Memória da Tevê. Comerciais antigos. Novelas, desenhos, séries, programas e curiosidades da telinha. Tudo o que você mais gosta de lembrar, num só lugar.