Reprodução Reprodução

Lágrimas importadas

O Brasil sempre foi um grande exportador de novelas. O México também. O México já havia tido acesso às tramas brasileiras a partir de 1977, com O Bem-Amado, mas o Brasil ainda não tinha feito o movimento inverso. Esta barreira foi quebrada cinco anos depois, em 1982, pela TVS-SBT, com Os Ricos Também Choram (Los Ricos También Lloran) na TVS-SBT. produção da Televisa originalmente exibida entre 1979 e 1980.

Criada em 1981, a emissora de Silvio Santos entrava de cabeça na teledramaturgia e também realizava produções nacionais, porém com custo mais baixo, número bem menor de capítulos e menos personagens em cena, lembrando as primeiras tramas brasileiras. E eram adaptações de originais latinos, em especial os mexicanos.

Grande sucesso no México, Os Ricos Também Choram conta a história de Mariana, interpretada pela estrela Verónica Castro. Ela é uma jovem de rancho que cresce como uma mulher de estilo rude. Com a morte do pai, ela decide ir à Capital e é ajudada por um milionário, que oferece ajuda para educá-la e melhorar seus modos. Luis Alberto (Rogelio Guerra) é o filho do milionário e acaba se apaixonando por ela, em uma autêntica história de Cinderela, com muitas intrigas, brigas e sofrimento, bem ao estilo das telelágrimas, como alguns chamam as novelas mexicanas justamente por essas características exacerbadas do melodrama.

Além de ajudar a tornar comum a presença das novelas estrangeiras no Brasil, Os Ricos Também Choram também abriu de vez algo que era igualmente incomum no País: dublagem de programas em videoteipe. Filmes e séries, habitualmente norte-americanas, eram produzidos em película. Quem se encarregou do trabalho foi a Elenco, empresa de dublagem da própria TVS-SBT - os nomes envolvidos, inclusive, eram creditados na abertura produzida pela emissora.

Era curiosa a tática de exibição na emissora dos Os Ricos Também Choram, no ar de 5 de abril de 1982 a 22 de janeiro de 1983: o capítulo era mostrado às 19h30 e reprisado uma hora depois, às 20h30, mesmo expediente utilizado para as tramas nacionais (19 e 20 horas).

Confira uma das raras imagens de um capítulo da novela Os Ricos Também Choram, exibido em 27 de agosto de 1982, na qual contracenam Verónica Castro (Mariana) e Yolanda Mérida (Ramona). A cena foi trazida pelo canal Arquivos1000, dono de um grande acervo sobre a memória da TV e do esporte.

 

 

  • Publicado por: Ted Sartori
  • Postado em: quinta-feira, 01 out 2020 22:43Atualizado em: quinta-feira, 01 out 2020 22:44

Comentários (0)

Enviar Comentário
     
Sobre
Memória da Tevê. Comerciais antigos. Novelas, desenhos, séries, programas e curiosidades da telinha. Tudo o que você mais gosta de lembrar, num só lugar.