MAU TEMPO - O volume de chuva registrado nas últimas 72 horas, em Santos, superou a média histórica para o todo o mês de agosto. De acordo com informações da Defesa Civil, apenas nas últimas 24 horas, choveu 80% do que era esperado para todo o mês. Até a manhã desta sexta-feira (21), o índice pluviométrico era de 100,6 milímetros. No acumulado do mês, a Cidade já havia registrado 133,4 mm de chuva.

De acordo com o climatologista Rodolfo Bonafim, diretor científico da ONG Amigos da Água, apesar do grande volume de chuvas nas últimas horas, ele não é incomum para o mês de agosto.

“Nós tivemos até dias com bastante sol, mas já era esperado que tivéssemos mais chuvas e entradas de frentes frias mais fortes do que em julho. O que não esperávamos era que a chuva viesse com toda essa agressividade. Esse volume todo de chuva em tão pouco tempo. Isso não era previsto”, afirma.


>> Frente fria derruba temperatura e traz muita chuva para a região



Ainda segundo o climatologista, apesar dos índices registrados em Santos terem superado a média do mês de agosto, o cenário não é o mesmo em toda a região.

“Normalmente, chuvas trazidas por frente fria são mais abrangentes. Mas, em Guarujá, por exemplo, desde ontem está chovendo de forma constante, mas de uma forma bem mais branda que em Santos. Na Cidade, onde temos um posto de medição, de ontem para hoje choveu apenas 17 milímetros por metro quadrado”. 

Devido ao alto volume de precipitação nas últimas 72 horas, os morros santistas foram reclassificados no estado de atenção. A nomenclatura é acionada quando a quantidade de precipitação supera a marca de 80mm e com previsão de condições climáticas persistentes. No Município, apesar da forte chuva, não houve registro de ocorrências, apenas alagamentos em alguns pontos. A Defesa Civil continua monitorando as áreas de risco e realizando vistorias preventivas.