São Vicente não irá realizar a queima de fogos na virada de 2021 para 2022, para evitar aglomerações nas praias. A Prefeitura justificou que o cenário pandêmico ainda requer atenção e responsabilidade.





"Mesmo com a redução de casos, internações e óbitos no município, a covid-19 ainda faz muitas vítimas. O cumprimento dos protocolos sanitários continua sendo necessário", explicou a administração em nota à imprensa.





Segundo o boletim do coronavírus divulgado pelo município nesta quinta-feira (21), a ala do covid tem dois pacientes internados, e a de enfermaria, também dois - com 5% de ocupação.





De acordo com a Prefeitura, o foco em São Vicente ainda é a vacinação, cuja campanha tem contribuído para a queda nos números da doença Até o momento, quase 490 mil doses já foram aplicadas.





Outros municípios





Bertioga anunciou, nesta quinta-feira (21), que não terá queima de fogos na praia - no entanto, irá oferecer um evento para moradores e turistas no mesmo local. O evento, aberto ao público, deve ser realizado na praia da Enseada, próximo ao Forte de São João. O uso de máscaras e distanciamento segue obrigatório.





Guarujá anunciou a decisão de não realizar a queima de fogos na última segunda-feira (18), após reunião do gabinete permanente destinado a analisar a dinâmica da covid-19.





Santos também vetou a queima de fogos na orla da praia. Na cidade, só são permitidos os eventos controlados, com limitação de público e distanciamento social. A entrada só é permitida mediante uso de máscara e apresentação da carteira de vacinação.





Outras cidades da região ainda estudam a realização da festa de Ano Novo.