Em um projeto que une várias áreas, entre elas Educação Física e Engenharia, alunos da Unisanta desenvolveram um aparelho que ajuda na avaliação da performance de atletas e pessoas com doenças crônicas. Ele foi desenvolvido nos laboratórios de Inovação e Fisiologia do Exercício em Saúde da Unisanta.





A idealizadora foi a aluna do 4º ano de Educação Física, Mariana Corrêa. De acordo com ela, já existe um protocolo de dois testes realizado sem aparelho, apenas com marcação no chão. "A ideia surgiu para que a gente pudesse criar um equipamento que possa ser levado para o laboratório dos professores quando precisar fazer uma avaliação física".





A proposta é englobar várias aptidões físicas e otimizar o tempo do avaliador e dos atletas. "Por enquanto, a gente consegue avaliar a flexibilidade, então é de forma unilateral. O indivíduo se posiciona ali, nas marcações, e a gente vai realizando oito movimentos em cada uma das direções. Depois, repete com outro membro", explica Mariana.





Aliás, ela conta que o próximo passo, já em desenvolvimento, é colocar a avaliação da mobilidade. Mais para frente, outras sete variáveis da aptidão física estarão disponíveis.





No momento, os resultados vão para o computador. Porém, já existe um aplicativo em desenvolvimento que funciona via bluetooth. "A ideia é que vá direto para esse aplicativo, e já saia todos os resultados com relatório para o profissional poder aplicar", finaliza a aluna.





Educação transdisciplinar





Por fim, o também estudante de Educação Física, Victor Santana, ressalta a importância de uma educação transdisciplinar no desenvolvimento deste tipo de trabalho.





"Antigamente, a educação era multidisciplinar. Hoje, ela é interdisciplinar e caminha para se tornar transdisciplinar. Portanto, quando a gente tem projetos que integram a Educação Física com outros cursos, pensa também na importância do InovFabLab, que abriu essa porta. A gente pensa em um caminho onde a educação se torna transdisciplinar e todos os cursos podem se integrar", diz.





Assista à matéria:






https://www.youtube.com/watch?v=I2_JVr2W6CM