SANTOS - Trabalhadores portuários realizam, nesta sexta-feira (7) um protesto em prol da vacina contra a covid-19, em Santos. A manifestação é nacional, e na Baixada, acontecerá em frente à sede da Autoridade Portuária de Santos (SPA), às 9h, até às 11h, na Avenida Rodrigues Alves.


Em Santos, o protesto é coordenado pela Unidade Portuária, entidade que reúne os sindicatos representantes de trabalhadores portuários. 


“Vamos coordenar um movimento nacional. Em prol do comércio exterior e da economia do país, os portuários não pararam em nenhum momento. Desde o início da pandemia, os trabalhadores estiveram na linha de frente da movimentação portuária. Nenhum terminal, nenhum navio teve a operação prejudicada por causa dos portuários. Porém, até agora, a categoria aguarda pela vacina”, afirma o presidente do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), Everandy Cirino dos Santos. 


Em janeiro, o Ministério da Saúde elaborou um informe técnico incluindo os trabalhadores portuários no grupo prioritário para a campanha de vacinação contra a covid. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse que essa era uma grande notícia para a categoria.


Segundo o ministro, os trabalhadores portuários continuaram durante toda a pandemia  “prestando um grande serviço ao nosso país. Esses profissionais terão o suporte do Governo Federal para garantir a vacinação como grupo prioritário e vamos garantir segurança e as condições que eles precisam para continuar nas estradas, portos e ferrovias”. 


Um ofício comunicando sobre a manifestação foi encaminhado para os deputados federais Rosana Valle e Bozzella Jr, para o deputado estadual Paulo Corrêa e para os vereadores de Santos.