Parada obrigatória quando o assunto é diversão com a família, principalmente no período de férias, o Orquidário Municipal de Santos conta com uma ampla programação de sexta a domingo.





Com 500 animais, de 70 espécies diferentes, o parque oferece diferentes formas de interação com a natureza. A Trilha do Mel é uma delas. Suas seis colmeias de abelhas silvestres, sem ferrão, encantam o público. Há também o Viveiro de Visitação Interna, onde diversas espécies de aves repousam, inclusive perto do público, atraídas pela ‘floresta urbana’.





Já entre os passeios monitorados há o Recanto do Trovador, voltado ao público infantil. A atividade conta com a exposição de um carrinho interativo, onde a criançada aprende sobre as características dos animais encontrados no Brasil, entre outras curiosidades sobre os bichos.





Além disso, no espaço, os pequenos também podem brincar de Amarelinha e Elástico. Essas e outras brincadeiras são desenvolvidas com objetos reutilizados, destacando a relevância de reciclar. Por fim, a criançada ainda leva para casa um gibi com atividades relativas à fauna e à flora. A ação é realizada próximo à entrada do parque de sexta a domingo, das 10h às 13h e das 14h às 17h. Também acontece no próximo fim de semana, entre os dias 21 e 23 de janeiro.





Na mesma faixa horária e a poucos metros dali está o Cacau (Centro de Aprendizagem em Compostagem e Agricultura Urbana). Voltado para crianças e adultos, o espaço aborda a importância da separação dos resíduos, orgânicos ou não, bem como o funcionamento de todas as etapas do processo de compostagem (insumos, plantio, reciclagem, entre outros detalhes). 





Moradora de São Paulo, a relações públicas Mariana Fernandes vem a Santos uma vez por mês. Ainda não conhecia as atrações monitoradas, mas sempre visita o Orquidário ao lado do filho Pedro, de apenas três anos. O pequeno, segundo ela, é fã do parque.





"Quando vamos ao litoral, meu filho sempre pede pra visitar o Orquidário. Já virou uma rotina. Ele adora e está na fase de querer saber tudo sobre os animais", ressaltou. "Ele se encanta com tanta natureza", completa Mariana.
De fato, o colorido por todo o parque também chama a atenção do público. Entre as alamedas estão espalhadas mais de 3.500 orquídeas, de 120 espécies, dando um toque especial ao passeio.





Números que impressionam





Inaugurado em 1945, o Orquidário nasceu como o maior do mundo no gênero ‘ao ar livre’. Logo na entrada, um exemplar de pau-rei, com mais de 30 metros de altura, já demonstra a grandiosidade da atração turística. O local pode ser considerado uma Mata Tropical Urbana, já que possui cerca de 1.500 árvores e arbustos, com exemplares de diversos países.





Além disso, árvores frutíferas, medicinais e nativas, como o pau-brasil, embaúba, ipê-roxo e pau-ferro, totalizam 137 espécies arbóreas de 36 famílias. Números esses que impressionam os visitantes, como acontece com a administradora Tatiana Flores de Oliveira e seu filho Nícolas, de sete anos.





Antiga moradora do Marapé, hoje reside com a família em Valência, na Espanha, e vem a Santos nas férias de janeiro. Ela se diz apaixonada pelo Orquidário e faz questão de relembrar os antigos momentos, quando ainda morava em terras santistas.





"Santos é uma cidade maravilhosa e esse parque me traz muitas recordações agradáveis. Eu e o Nícolas amamos passar a tarde no Orquidário e visitar cada cantinho. É um lugar histórico e nas próximas férias estaremos aqui de novo", conclui ela, em tom saudosista.





Serviço





O Orquidário (Praça Washington s/n°, José Menino) abre de quinta a segunda, das 9h às 18h. A bilheteria funciona até às 17h e os ingressos custam R$ 8,00. Menores de 8 anos e maiores de 65 anos têm entrada gratuita. Crianças entre 8 e 12 anos, estudantes e professores pagam meia entrada com apresentação de documento.