A tutora do gato Nelso pede ajuda pelas redes sociais para reencontrar o bichinho de estimação. O pet fugiu da caixa de transporte quando voltava para casa de uma consulta com o veterinário, em Santos, na sexta-feira (16), por volta das 9h30. O sumiço aconteceu na região do Boqueirão, próximo à Rua Marechal Hermes e Avenida Afonso Pena.





A publicitária Victoria Avancini é a tutora de Nelsinho, como apelidou o pet. Ela conta que ele escapou de dentro da caixa em que ela o levava de volta para casa. Após a ida ao veterinário, enquanto ela abria a segunda porta para entrar no prédio onde mora, Nelsinho, que estava dentro da caixa de transporte, no chão, conseguiu abrir a caixa e correu para baixo de um carro na garagem.





“Foi tudo muito rápido, mas a caixa abriu. Eu não sei se ele se assustou e bateu, e foi para debaixo de um carro na garagem. Fui atrás dele, só que eu estou com o pé lesionado e não consigo correr. Ele subiu no jardim do prédio, e como é aberto, ele pulou por ali e saiu correndo. O vizinho disse que viu ele indo sentido Afonso Pena”, conta a tutora.





Gato escapa de caixa de transporte e tutora pede ajuda para encontrá-lo em Santos
Arquivo pessoal




“Ele sempre foi muito bonzinho, é muito carinhoso e grande. Ele é ‘bombado’, tem um jeito grande e tem um cortezinho na boca. O nariz dele tem feridinhas e a orelha dele é cortada. Ele é bem bonzinho, mas é assustado”, descreve. Ela conta também que o gato foi levado ao veterinário porque está tratando problemas gástricos e uma alopecia na nuca, que provoca a falta de pelos no local.





“O Nelsinho era um gatinho de rua que eu e minha mãe alimentávamos. Ele ficava em um estacionamento abandonado, e a gente alimentou ele por mais de um ano, e ele começou a ficar mais dócil, implorava para ser adotado, seguia a gente até a porta de casa. Minha mãe relutou até que um dia decidiu pegar. Na época a gente já tinha seis gatos”, conta a tutora.





Gato escapa de caixa de transporte e tutora pede ajuda para encontrá-lo em Santos
Arquivo pessoal




Apesar de ter sido um gato de rua, hoje ele está adaptado à vida dentro de casa. “Ele está com a gente há um ano e nunca quis sair de casa, a gente abria porta às vezes para receber entregador, e algum gato saía, mas ele nunca quis. Ele virou doméstico, e deve ter uns sete ou oito anos”.





“Minha esperança é que, depois que o susto passar, ele volte, porque conhece a rua e o prédio”, diz a dona.





Gato escapa de caixa de transporte e tutora pede ajuda para encontrá-lo em Santos
Arquivo pessoal




“É importante ressaltar que foi um acidente. A caixa se rompeu, ele não saiu porque ele quis, ele se assustou. Ele está em tratamento, e estava muito assustado. Ele gostava muito de ter conseguido um lar, e não quis voltar porque era de rua, como as pessoas podem pensar. Ele era muito feliz aqui, carinhoso, dormia o dia inteiro, estava com a vida que pediu a Deus, mas aconteceu isso”, desabafa.





Victoria pede para quem encontrar o gato entrar em contato com ela pelo telefone (13) 99678-4209.