Ações realizadas pela Guarda Civil Municipal (GCM) na primeira quinzena de setembro resultaram no resgate de sete pássaros e na notificação de duas pessoas que transportavam irregularmente Resíduos de Construção Civil (RCC).
 





Nos dias 4 e 7, duas picapes abordadas na Avenida Papa João Paulo II (Jardim Irmã Dolores) transportavam RCC de forma clandestina. Os veículos não possuíam cadastro para Controle de Transporte de Resíduos (CTR), sendo notificados na Lei Municipal 877/17.
 





No dia 5, os guardas da GCM Ambiental resgataram quatro coleirinhos fêmeas (Sporophila caerulescens) no bairro Bitaru. Os pássaros estavam abandonados em uma área de estacionamento, não sendo possível localizar os infratores.
 





As aves permanecem com a equipe ambiental. Por causa de serem domesticadas, não podem ser soltas na natureza. 
 





Nos dias 7 e 8, um falcão carcará (Caracara plancus) e uma ave juriti-pupu (Leptotila verreauxi) também foram resgatados. O falcão estava com a asa machucada no bairro Vila Mello. Já o juriti estava machucado no pescoço após ser atacado por um gato, conforme relato de um munícipe.





Os animais foram encaminhados para o Instituto Gremar de Guarujá e Itanhaém, para avaliação clínica e reabilitação para posterior soltura na natureza.
 





Em outra abordagem, a equipe do Romu da GCM solicitou apoio para a equipe ambiental, suspeitando de um morador que estava com uma gaiola contendo um pássaro coleirinho, sem anilha.
 





Questionado sobre a origem do pássaro, o homem informou que iria vender o animal e acabou sendo conduzido para o 1º Distrito Policial onde foi lavrado boletim de ocorrência por crime ambiental segundo a Lei 9.605 art. 29. O pássaro permanece com a Equipe Ambiental até sua destinação final
 





Denúncia





Em caso de resgate ou denúncia ligar para GCM de São Vicente nos telefones 153 ou (13) 3467-7434.