Um levantamento realizado por uma empresa de inteligência analítica revela que mais da metade dos comerciantes entrevistados (54%) acreditam que devem ter um aumento de faturamento no período da Black Friday. Na Baixada Santista, a expectativa é otimista para a data.





No ano passado, o mesmo levantamento apontou esse otimismo em apenas 39% dos entrevistados.





O presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista, Sincomércio-BS, Omar Abdul Assaf, afirma que os comerciantes da região estão otimistas com a possibilidade de mais vendas na Black Friday.





“Há muito otimismo para a data, embora a maioria dos comerciantes deva trabalhar com os estoques que já têm, colocando uma margem menor de lucro para poder atrair mais consumidores. A maioria também deve adotar a estratégia de conceder descontos e até fazer algumas promoções”, salienta.





O levantamento também aponta uma ligeira vantagem para as vendas online, embora mais da metade das empresas consultadas não possuam sites ou portais digitais de venda. Então, a melhor solução é caprichar na divulgação e nos descontos.





“O aumento das vendas online é reflexo da pandemia, mas as pessoas estão com saudades de entrar na loja, de pegar na mercadoria e até de pechinchar!”, afirma Omar Abdul Assaf.





Outra tendência apontada pelo estudo é a da concessão de crédito. O consumidor deve contar com uma oferta razoável no mercado, já que seis em cada dez empresas consultadas disseram estar dispostas a conceder créditos, uma vez que a conquista de novos clientes pode melhorar bastante as vendas.