Polícia investiga empresas que enviaram dinheiro de investidores em Bitcoins para contas no exteriorArquivo/ANSA

SANTOS - Um inquérito aberto pela Polícia Civil em Santos identificou que clientes de empresas nacionais em operações de arbitragem, compra e venda de Bitcoins tiveram seus investimentos feitos nessas instituições transferidos para contas bancárias fora do país.

A Polícia Civil vem procurando desvendar o esquema, buscando informações sobre as pessoas que figuram como proprietárias dessas empresas. A participação de possíveis sócios ocultos desses empreendimentos também está sendo averiguada.

O caso está sendo investigado pela equipe da 1ª Delegacia da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic) da Baixada Santista.

Os crimes envolvendo golpes após investimentos em criptomoedas já fez com que, até fevereiro deste ano, 20 pessoas tivessem registrado Boletim de Ocorrência contra empresas acusadas de oferecerem remunerações dessas aplicações, em um suposto esquema de pirâmide financeira. O prejuízo somado dessas vítimas chegaria a algo em torno de R$ 10 milhões.