Cetesb multa terminal químico em R$ 570 mil por contaminar estuário de SantosReprodução
MEIO AMBIENTE - A Cetesb multou hoje o Terminal Químico Aratu (Tequimar) em R$ 570 mil, pelo vazamento de óleo diesel S10, ocorrido em 8 de maio, no estuário de Santos.

O acidente aconteceu em decorrência da má vedação em uma válvula de emergência da linha de transferência do produto, entre o píer da empresa e o navio PYXIF Malou.

O vazamento de diesel provocou transtornos às operações do Porto de Santos, além de contaminar o estuário e ainda colocar em risco funcionários e equipamentos de outras empresas instaladas entre os píers 2 e 4 do terminal.

Por meio de nota, a Ultracargo se manifestou sobre o assunto.

Leia a nota na íntegra:
A Ultracargo informa que no dia 08 de maio, durante um processo de descarga de diesel de um navio atracado no terminal de Santos, ocorreu um vazamento de 300 kg do combustível no Píer. A maior parte do resíduo ficou contida no dique de contenção e uma pequena quantidade atingiu o mar sendo imediatamente contida pelo cerco preventivo utilizado pelo navio que operava no Píer 2.  

A companhia lamenta o ocorrido e informa que a operação foi rapidamente interrompida. A empresa contratada para emergências no mar foi acionada para remoção do produto que estava dentro do cerco preventivo.

Referente à multa aplicada pela Cetesb, a empresa recebeu a notificação e prestará os devidos esclarecimentos nos fóruns adequados e dentro dos prazos determinados.

A empresa reforça que cumpre protocolos rígidos de segurança e investe constantemente em iniciativas de mitigação de riscos em suas operações.