EUA oferecem recompensa de US$ 15 milhões por MaduroANSA
POLÍTICA - Os Estados Unidos ofereceram uma recompensa de US$ 15 milhões por informações que levem à captura do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, formalmente acusado pelo Departamento de Justiça de tráfico de drogas.

O anúncio da recompensa foi feito pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, nesta quinta-feira (26). "O povo venezuelano merece um governo transparente, responsável e representativo, e não que traia a confiança das pessoas empregando oficiais públicos envolvidos no tráfico de narcóticos ilícitos", disse.

Maduro é acusado pelos EUA de ser o líder de um grupo de narcotraficantes chamado "Cartel dos Sóis", que envolveria militares, magistrados e políticos venezuelanos. Segundo o procurador-geral americano, Bill Barr, o cartel teria enviado aos Estados Unidos até 250 toneladas métricas de cocaína sob a proteção de Caracas.

A Casa Branca considera o líder de oposição Juan Guaidó como presidente legítimo da Venezuela, assim como o Brasil. Em seu perfil no Twitter, Maduro havia dito antes do anúncio da recompensa que os EUA estavam conspirando com a Colômbia para "encher a Venezuela de violência".

"Como chefe de Estado, sou obrigado a defender a paz e a estabilidade de toda a pátria", afirmou.