Fifa autoriza registro de Cueva no Pachuca, mas reconhece direito do Santos cobrar indenizaçãoReprodução/TV Pachuca
SANTOS FC - O Santos comunicou o recebimento, ocorrido hoje, por parte da Fifa de uma decisão preliminar sobre o caso Cueva. O peruano se apresentou ao Pachuca, do México, e vinha treinando com o restante do elenco do clube.

A entidade máxima do futebol mundial autorizou o registro forçado e provisório do jogador no Pachuca, além de reconhecer o direito do Peixe de pleitear indenização sobree a transferência.

Cueva tem contrato até dezembro de 2022 com o time da Vila Belmiro, porém alega que ele não assinou o vínculo em definitivo dom o Santos. O atleta também diz que o clube praiano deixou de efetuar alguns pagamentos e, por isso, ele entende que está livre para acertar o seu futuro.

Nos bastidores, comenta-se que o peruano exige R$ 1 milhão referente a cinco meses de atraso nos direitos de imagem, que costuma representar a maior parte do salário. A dívida é negada pelo Peixe. Por sua vez, o Santos cobra 100 milhões de euros (mais de R$ 467,9 milhões) pela cláusula indenizatória ´por rescisão de compromisso.