"A minha decisão sempre foi essa", diz Soteldo sobre permanência no SantosIvan Storti/Divulgação Santos FC

SANTOS FC - O atacante Soteldo falou oficialmente pela primeira vez sobre a sua permanência no Santos, confirmada na noite de terça-feira (11), com a prorrogação do contrato do venezuelano até dezembro de 2023 com o Peixe.

Soteldo revelou que a sua intenção sempre foi ficar na Vila Belmiro, apesar do assédio do Atlético-MG. O Galo chegou a oferecer R$ 51 milhões aos santistas para tirar o atacante do clube praiano. "Não (foi difícil escolher). A minha decisão sempre foi essa. Tinha coisas que precisava acertar com o Huachipato. Sempre falei que, por mim, eu ficava. Este é meu clube, sinto como se fosse a minha casa", disse o venezuelano.

O Huachipato, que ainda é detentor de 50% dos direitos de Soteldo, alega que o Santos tem pendências financeiras para acertar com o clube. A diretoria do Peixe, por sua vez, alega ter quitado a primeira parcela da transferência no ato da compra do atacante e que o restante seria pago em duas parcelas iguais. Em meio a isso, também haveria uma pendência do time chileno com Soteldo, de US$ 350 mil.

O jogador venezuelano afirmou que acertou a sua parte em relação ao Santos e que o problema está restrito a um entendimento entre as duas equipes. “Comigo o Santos não tem nada em aberto, era com o clube (Huachipato). Não sei o que dizia o contrato. Ele (o presidente José Carlos Peres) me deu sua palavra de que acertou (o pagamento). Com isso, fiquei tranquilo e pude renovar por mais um ano com o clube para seguir desfrutando e dando alegria ao torcedor do Santos”, concluiu.