Festival Santos Café começa nesta sexta com homenagem ao patrono e muita música


15 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 05/07/2019 às 10:54
Festival Santos Café começa nesta sexta com homenagem ao patrono e muita música Raimundo Rosa/Divulgação Prefeitura Municipal de Santos

EVENTO - Cafés especiais, música de qualidade e atrações de sobra para todas as idades – e, o que é melhor ainda: de graça. Começa nesta sexta-feira (5) o 5º Festival Santos Café, com solenidade marcada para as 18h30 no Museu do Café e homenagem ao patrono desta edição, o corretor de café Florival Amado Barletta, em atividade desde 1955. No mesmo horário, tem início a visitação noturna ao prédio histórico, que prossegue até as 21h (retirada de convites até 20h30) e será reprisada sábado e domingo.

A programação do primeiro dia do festival prossegue às 20h no palco da Rua XV de Novembro (junto à Rua do Comércio), onde se apresenta o grupo Serial Funkers, com um repertório de soul music, jazz e MPB. A banda tem 10 anos de carreira, apresentou-se no Brasil e no exterior, sendo considerada uma das maiores representantes da soul music no País.

Novidades
Novidades não faltam nesta edição do festival: Espaço Kids na Praça Mauá, produção de caricaturas infantis e de pets, aula de pintura e desenho em campo, roteiro cultural Museu do Café-Associação Comercial, visita monitorada à oficina dos bondes, performances artísticas itinerantes nas ruas, Praça de Alimentação e Café com Música na Varanda, com o Museu do Café abrindo ao público, pela primeira vez, um privilegiado local.

O cartunista Sergio Ribeiro Lemos, o Seri, responsável pelas ilustrações infantis e de pets, sorteará três livros de HQ, de sua autoria e autografados, por dia, entre os que forem atendidos. Serão distribuídas 25 senhas por dia, de sábado a segunda.

Para completar as inovações desta edição, o Espaço Arcos do Valongo (R. Comendador Neto, 3) disporá de dois cenários estilizados para que o público registre sua presença no festival com selfies e fotos: Bonde e Friends, este alusivo à série de sucesso na TV, que retrata o cotidiano de seis amigos em Nova Iorque (EUA), que adoram se reunir em uma cafeteria.

Degustação
Também no Arcos do Valongo, fica o carro-chefe do festival, a degustação de 10 marcas de cafés especiais: Bravo Café, Café Santa Mônica, Da Hora Bike, Grupo Utam, Orfeu Cafés Especiais, Rei do Café, Revo Coffee, Swiss Coffee, Tia Ada e Geek Barista. A curadoria é da Revista Espresso. Nesse mesmo espaço, o público terá à disposição uma Praça de Alimentação, com itens variados.

Patrono
Nome dos mais respeitados no mercado de café, Florival Amado Barletta, 83 anos e há 62 atuando como corretor, nem pensa em parar.

De funcionário do setor administrativo e estoquista da firma Lima Nogueira Comercial e Exportadora, passou depois para a classificação de café e em 1957 começou a trabalhar na corretagem. Foi até convidado, em 1984, a ser diretor do então Instituto Brasileiro de Café, cujo orçamento era superior ao de sete estados. “Mas não aceitei”, comentou, relembrando de suas atribuições à época.

Na verdade, foi graças à reprovação em uma prova oral de física, na Faculdade de Engenharia Mackenzie (São Paulo), que o mercado de café ganhou um profissional cujo nome atravessou divisas e fronteiras, e chegou a presidente do Departamento de Café da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Decaf).

Foi Barletta quem fez o primeiro embarque da Cooperativa de Café de Guaxupé (MG), gigante que hoje movimenta seis milhões de sacas de café. “Minha vida no café foi mesmo muito boa”, reconhece, entre lembranças de muitas histórias.

Desempenhou vários cargos no Santos Futebol Clube, na Provedoria da Santa Casa e nos clubes XV, Caiçara, Ingleses e Náutico. Como atleta, conquistou cinco títulos no futebol de praia. Casado há 60 anos com Gilda Maria Rocha Barletta, é pai de Cristina e Maurício, avô de Natália, Leonardo, Camila e Fabiana, e orgulhoso bisavô de Beatriz e Lara Mia Evelyn, ambas com pouco mais um um ano.