De Rossi anuncia saída da Roma após 18 anos


9 dias atrás
Por: ANSA - Em 14/05/2019 às 14:38
De Rossi anuncia saída da Roma após 18 anos Reprodução/ Twitter Roma

ROMA - O meio-campista Daniele De Rossi, da Roma, anunciou nesta terça-feira (14) que deixará o clube da capital após 18 anos. O jogador de 35 anos contabiliza mais de 600 jogos e 63 gols com a camisa giallorossa.

A despedida do experiente volante e capitão da Roma será no duelo diante do Parma, no Olímpico, pela última rodada do Campeonato Italiano.

"Há quase 18 anos, um jovem Daniele De Rossi estreava na Roma contra o Anderlecht. Contra o Parma, no Olímpico, jogará sua última partida com nosso manto. Será o fim de uma era", divulgou a Roma no Twitter.

O executivo-chefe do time da capital, Guido Fienga, ofereceu ao jogador um emprego como diretor da Roma, mas De Rossi recusou para continuar atuando dentro dos gramados. O cartola ainda pediu desculpas ao meio-campista, já que o clube informou apenas ontem (13) a decisão de não renovar com o atleta.

"Peço desculpas a Daniele, em nome do clube, por não conversar com ele antes, foi uma temporada problemática. O clube está ciente dos erros que cometemos, e estamos refletindo sobre isso. Mas agradecemos a De Rossi pela maneira com que ele aceitou a decisão", disse Fienga.

Nestes 18 anos de Roma, De Rossi conquistou duas Copas da Itália (2007 e 2008) e uma Supercopa (2007). Em 2010, o meio-campista chegou perto de vencer o Campeonato Italiano, mas os giallorossi foram superados pela Inter de Milão, na época comandada pelo português José Mourinho.

O futuro do jogador ainda é incerto, a imprensa italiana cogita que o New York City, dos Estados Unidos, está na frente para contratar o atleta. De Rossi seria o herdeiro de Andrea Pirlo, que atuou no time norte-americano entre 2015 e 2017.

Repercussão
Diversos atletas e dirigentes comentaram sobre a saída de De Rossi. O ex-zagueiro Paolo Maldini, ídolo do Milan, afirmou que não esperava a notícia e elogiou o "grande caráter" do meio-campista.

O também ex-zagueiro Marco Materazzi declarou estar "orgulhoso" do antigo companheiro de equipe da seleção italiana. Ambos estavam no mesmo elenco da Azzurra que venceu a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

O meio-campista Radja Nainggolan, por sua vez, criticou a forma que a Roma tratou a saída de De Rossi. Já o treinador Marcello Lippi, acredita que o jogador não deixaria o clube da capital se pudesse ter escolhido.

Francesco Totti, maior ídolo da história da Roma, deu adeus ao ex-companheiro de equipe. O ex-atacante, que atualmente é diretor do clube da capital, afirmou que hoje "é um dia triste" e outro "importante capítulo se encerra na história" do time giallorosso.

Veja na íntegra a mensagem de Totti
"Hoje é um dia triste. Hoje outro importante capítulo se encerra na história da As Roma, mas sobretudo de Roma ... de nossa Roma. Nestes anos nós passamos por tantas coisas juntas, crescemos juntos, nos tornamos primeiro os homens, depois os jogadores de futebol e finalmente nos tornando pais. Mas sabíamos que esse momento chegaria mais cedo ou mais tarde. Eu só quero te dizer que você tem sido e que você continuará sendo meu irmão de campo para sempre. Desejo-lhe o melhor em tudo o que fará ... porque tenho a certeza que o fará bem, como tudo o que fez até agora.

Eu te amo Dani"

noticia20195143232967.jpg
Reprodução/ Instagram Totti