Ex-deputado federal Gastone Righi morre aos 83 anos em Santos


91 dias atrás
Por: Rodrigo Martins/#Santaportal - Em 17/04/2019 às 22:26
Ex-deputado federal Gastone Righi morre aos 83 anos em Santos Reprodução

SANTOS - Morreu na noite desta quarta-feira (17) o ex-deputado federal Gastone Righi. O político, que também era advogado e empresário, faleceu aos 83 anos. Gastone teve insuficiência cardíaca em sua casa e chegou a ser levado para um hospital de Santos, de onde seguiria para São Paulo, mas morreu antes que a transferência fosse realizada.

Nascido em Santos, Gastone era filho de imigrantes italianos. Ele foi deputado federal cassado durante a Ditadura Militar e chegou a ocupar o cargo de presidente nacional do PTB. Após a anistia, Gastone Righi voltou à Câmara dos Deputados, onde foi deputado constituinte.

Gastone foi autor de diversos projetos de lei, a destacar os que devolveram a autonomia política a Santos, Cubatão e São Sebastião. Foi o responsável por tornar a cidade de Santos a primeira fora de uma capital a contar com a Justiça Federal. Foi o autor do projeto que aumentou a multa das empresas sobre o FGTS após demissões, que passou de 10% para 40%. Também foi o autor da Lei Gastone Righi, que proibiu a caça às baleias em todo o território brasileiro.

Foi também professor de Direito da Faculdade do Largo São Francisco. 

O ex-deputado federal também papel relevante no setor de comunicação da região, tendo sido proprietário da TV Mar, afiliada da Rede Manchete e, depois, da Rede Record, e das rádios Enseada - que posteriormente foi vendida e virou Aleluia - e Serra do Mar FM.

Além disso, Gastone também foi um atuante conselheiro do Santos Futebol Clube, seu time de coração.

Gastone Righi deixa a viúva Lucyenne Prieto Cuoghi, além dos filhos Flávio, Sérgio, Selene e Cybelle, noras, genros e netos.

Segundo os familiares do político, não haverá velório atendendo a um pedido do próprio Gastone quando ainda era vivo. O enterro deve acontecer em cerimônia reservada para a família.

noticia20194172737641.jpg
Reprodução

noticia20194174315917.jpg
Reprodução