Atingido por machadinha, aluno correu até hospital próximo à escola


10 dias atrás
Por: Agência Brasil - Em 13/03/2019 às 18:16
Atingido por machadinha, aluno correu até hospital próximo à escola Rovena Rosa/Agência Brasil

SUZANO - O estudante José Vitor Ramos Lemos, 18 anos, que cursa o 2º ano do Ensino Médio, foi atingido por um dos atiradores com uma machadinha. Mesmo ferido, ele correu para o Hospital Santa Maria, que fica a uma quadra da escola.

Aliviada depois de saber que o filho já tinha sido atendido, a dona de casa Sandra Regina Ramos disse que o estudante está bastante abalado. “Ele está chorando muito. A pressão está subindo demais, mas é uma coisa normal porque ainda está muito prematuro. Ele não quer ficar sozinho", afirmou. "Ele me disse: ‘Mãe, não aguento fechar o olho que eu vejo tudo que aconteceu’", relatou a mãe do jovem,

Para a mãe, José Vitor contou que ouviu muitos tiros e correu para o lado errado, indo ao encontro dos atiradores. “Ele me disse que soltou a mão da namorada e saiu correndo. Só que ele correu para o lado oposto. Em vez de correr para tentar pular o muro, ele correu para a porta onde estavam os meninos. Quando ele chegou à porta, um (dos atiradores) segurava a porta e de longe ele jogou a machadinha. Pegou entre o ombro e a cervical (de José Vitor)”, descreveu.

Segundo Sandra Regina, os autores do crime Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, que são ex-alunos da escola, moram perto de sua casa e, provavelmente, os jovens devem se conhecer. “Talvez ele não tenha reconhecido pelo fato de (o atirador) estar de máscara. Geralmente adolescente um conhece o outro”, apontou.