Yamaguchi Falcão encara norte-americano para se aproximar de cinturão mundial


80 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 08/03/2019 às 12:22
Yamaguchi Falcão encara norte-americano para se aproximar de cinturão mundial Divulgação

BOXE - O pugilista Yamaguchi Falcão vai enfrentar o norte-americano Paul Mendez neste sábado (9), em Verona, Nova Iorque, nos Estados Unidos. O brasileiro, de 31 anos, busca um triunfo para se aproximar da disputa do cinturão do Conselho Mundial de Boxe (CMB). Para isso, ele promete nocautear seu oponente no combate válido pela categoria dos médios.

“Estou indo para a luta focado e bem preparado. Tenho certeza de que, quando colocar minha mão no lugar certo, ele não vai aguentar. O Brasil vai assistir a um belo nocaute”, assegura o atleta, que tem o apoio da empresa Memorial, de Santos.

Falcão diz estar há cerca de seis meses em preparação para entrar no ringue. Em parte deste período, estudou Mendez e criou uma estratégia para derrubar seu adversário.

“Acompanhei vídeos do meu rival. Ele é experiente, caminha para frente, gosta de pegar muito no contragolpe. Mas me preparei para ele. O que devo fazer é forçá-lo a andar para trás, para mudar o estilo dele. Também vou trabalhar muito na linha de cintura”, explica.

O brasileiro, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, acha que, se vencer, poderá ter a chance de enfrentar o mexicano Canelo Alvarez, o atual campeão da categoria.

“Esta luta (contra Paul Mendez) vai me colocar entre os seis melhores do mundo”, diz. “Eu me preparo para o Canelo Alvarez. Acho que (a luta deste sábado) vai me colocar perto dele. Quem sabe, neste ano, tem um Brasil x México? Seria muito bom”, afirma o brasileiro, que ocupa o oitavo lugar do ranking.

Invicto no boxe profissional, o lutador, filho de Touro Moreno, possui 16 vitórias em seu cartel, sendo sete por nocaute. O norte-americano, que é da Califórnia, tem 30 anos e soma 25 lutas. São 20 triunfos (20 por nocaute), três derrotas e dois empates.

Motivação extra
Yamaguchi tem mais razões para ganhar neste fim de semana. Ele está prestes a ser pai e quer triunfar em homenagem ao filho, Robert.

“Vou ser pai neste mês, e este é mais um motivo para levar a vitória. Isso é muito importante. Está tudo dando certo na minha vida”, declara.

Por fim, o pugilista agradece o apoio do Memorial e de seu Pepe Altstut, o diretor do Grupo Memorial. “Esta empresa me apoia sempre, me dá todo carinho para alcançar meu objetivo”.