Nicholas Santos e Leo de Deus falam sobre conquistas no Mundial na China e metas para 2019


28 dias atrás
Por: Noelle Neves/Colaboradora - Em 20/12/2018 às 12:07
Nicholas Santos e Leo de Deus falam sobre conquistas no Mundial na China e metas para 2019 Noelle Neves/SantaPortal

ESPORTES – Nicholas Santos, da Unisanta, é um atleta excepcional. Com 38 anos, é o nadador mais velho a conquistar um campeonato mundial. A mais recente conquista foi no último sábado (15) , na China, o bicampeão mundial nos 50 m borboleta, onde bateu o próprio recorde, com um tempo de 21s81 e foi consagrado com o ouro. Para comentar os mais recentes feitos, foi realizada uma coletiva de imprensa no Consistório da Universidade Santa Cecília, na manhã desta quinta-feira (20). 

“Acho que o que me faz ter bons resultados já com essa idade é o fato de acreditar. Desde o começo, tentava bater recordes e nunca deixei de acreditar que eu conseguiria. Somado com o comprometimento, dedicação e uma equipe multidisciplinar, o acreditar é muito importante", disse Nicholas. Ele também credibiliza seus resultados aos treinamentos, que são intensos e curtos, específios para o tipo de prova que nada. Segundo o veterano, os nadadores mais novos sempre o motivam, mesmo que a rotina seja estressante e desgastante. 

Quanto ao novo recorde batido, ele categoriza como uma "realização pessoal". De acordo com o atleta, ele trabalha sempre colocando metas altas. No próximo ano, por exemplo, seu objetivo é bater o record mundial em piscina longa. 

Também esteve presente na coletiva Leonardo de Deus, o Leo de Deus, que integrou a equipe de revezamento 4x200m livre masculino, ouro no Campeonato Mundial de Natação em piscina curta, com recorde mundial.

Na prova, Leo de Deus escolheu nadar como reservista, visando ganhar medalha. "Desde que chegamos para o período de aclimatação em Hong Kong, estávamos pensando em uma estratégia. Como  não estava me sentindo bem perto da competição, optei em nadar de manhã. Conseguimos bater o recorde e ganhar da Rússia por três centésimos", comentou. Ele também aproveitou a oportunidade para parabenizar os atletas e a equipe técnica que ajudaram o Brasil a conquistar o resultado.

Para 2019, Leo pretende se consagrar tricampeão Pan-Americano. "Hoje, o único é o Xuxa (Fernando Scherer). Estou lutando para alcançar essa meta. Além disso, motivado com meus resultados do ano, quero uma medalha em piscina longa", disse.

Incentivador do esporte, o pró-reitor Administrativo da Unisanta, Marcelo Teixeira, destacou que as conquistas dos atletas cecilianos resultam de um trabalho de longo tempo na natação. “Os resultados acontecem principalmente porque nós temos uma base muito forte e isso dá uma perspectiva da responsabilidade futura de surgir novos talentos. Mas hoje temos que desfrutar dos resultados de um veterano das piscinas, como é o Nicholas Santos, um verdadeiro fenômeno”, afirmou.

Calendário