Estado de SP imuniza oito milhões de pessoas contra a febre amarela


8 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 06/12/2018 às 11:44
Estado de SP imuniza oito milhões de pessoas contra a febre amarela Divulgação

SAÚDE - Em todo o território paulista, a Secretaria da Saúde do Estado já vacinou mais de 8 milhões de pessoas contra a febre amarela. De acordo com a pasta, o patamar supera a marca da vacinação do ano passado, quando 7,4 milhões de doses foram aplicadas.

O número é superior à vacinação na década anterior. Vale destacar que 7 milhões de cidadãos foram imunizados entre 2006 e 2016. De acordo com o balanço epidemiológico deste ano, até o dia 23 de outubro, foram registrados 502 casos autóctones de febre amarela silvestre confirmados no Estado. Ao todo, 175 deles evoluíram para mortes.

Do total, 30,2% das infecções por febre amarela foram contraídas na cidade de Mairiporã, enquanto os registros de 9,5% ocorreram em Atibaia. Ambos os municípios respondem por 39,7% dos casos de febre amarela silvestre no Estado, e já têm ações de vacinação em curso desde 2017.

Ao todo, 14 notificações foram confirmadas no litoral norte, dos quais cinco evoluíram para óbito, em São Sebastião (3 casos, com 2 óbitos) e Ubatuba (11 casos, com 3 óbitos). Na Baixada Santista, foram quatro casos e três mortes – Guarujá (um caso, com uma morte), Itanhaém (um registro e um óbito) e Peruíbe (três notificações e uma morte).

Proteção
As ações do Governo do Estado no combate à doença continuam até o próximo ano. “Até 16 de março, devem comparecer aos locais de imunização todos que moram nos locais estipulados na campanha. Destaco que a vacinação é a principal forma de proteger a população”, explica o secretário estadual da Saúde, Marco Antonio Zago.

“Acompanhamos a situação desde o surgimento do primeiro caso de febre amarela. Devemos realizar o atendimento dos cidadãos que vivem em localidades nas quais a doença é uma ameaça”, avalia o infectologista Marcos Boulos.

É importante frisar que, neste ano, 257 macacos tiveram confirmação da doença. A região com maior concentração é a Grande São Paulo, com cerca de metade das notificações. Entre os casos, dois deles envolvem animais da Baixada Santista, e 33 foram registrados nas regiões do Vale do Paraíba e no litoral norte.

“Recomendamos que as pessoas façam doação de sangue antes de tomarem a vacina contra a febre amarela. Quem recebeu a dose deve esperar 28 dias para doar”, salienta Carlos Roberto Jorge, médico da Fundação Pró-Sangue.

A conscientização sobre a proteção é essencial para o combate à doença. “Meu filho foi imunizado no começo deste ano. Assim que surgiram as primeiras notificações em São Paulo, fui rapidamente para o posto de saúde”, revela Maria Rosa Soares, mãe do estudante Fernando Soares.