Torcedor acusado de atacar ônibus do Boca é preso


8 dias atrás
Por: ANSA - Em 05/12/2018 às 16:27
Torcedor acusado de atacar ônibus do Boca é preso Reprodução

BUENOS AIRES - O Ministério Público de Buenos Aires, na Argentina, comunicou nesta terça-feira (4) a prisão de um torcedor do River Plate que teria participado do ataque ao ônibus do Boca Juniors no dia 24 de novembro, quando seria realizado o segundo jogo da final da Copa Libertadores da América, no Estádio Monumental de Núñez.

Identificado como Matías Firpo, de 31 anos, o torcedor foi detido pela polícia na sua residência, em Buenos Aires. Ele responderá por diversos crimes, como formação de quadrilha, lesão corporal leve, ataque a autoridades e dano agravado, por ter sido cometido durante um espetáculo esportivo.

"Os investigadores conseguiram estabelecer a trajetória de Firpo desde os incidentes até a entrada no estádio do River Plate e assim obter sua identidade através dos respectivos controles ali localizados, após terem revisado inúmeras câmeras. A partir daí, trabalhamos na identificação confiável dessa pessoa por meio de diferentes bancos de dados", explicaram as autoridades locais.

Segundo a polícia, Firpo ainda tentou mudar sua aparência cortando o cabelo e aparando a barba para não ser identificado.

No último dia 24, o ônibus do Boca foi apedrejado pela torcida do River nos arredores do Monumental de Núñez, e dois jogadores acabaram feridos, incluindo o capitão Pablo Pérez, atingido no olho por estilhaços de uma janela. Outros atletas foram afetados por gás de pimenta, usado pela polícia para tentar conter os torcedores.

A final foi adiada e remarcada para o próximo domingo (9), no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri, capital da Espanha. Apesar da polêmica envolvendo o palco do confronto, o presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, já declarou que a escolha é "irreversível".

A primeira partida da decisão foi disputada no estádio La Bombonera, casa do Boca, e terminou empatada em 2 a 2.