Congresso aprova exumação de Franco na Espanha


60 dias atrás
Por: ANSA - Em 13/09/2018 às 15:35
Congresso aprova exumação de Franco na Espanha Reprodução/ANSA

ESPANHA - A Câmara do Deputados espanhola aprovou nesta quinta-feira (13) a exumação dos restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco do Vale dos Caídos, no arredores de Madri.

O governo do primeiro-ministro Pedro Sánchez propôs em 24 de agosto que a pauta fosse votada em "caráter urgente'. Todos os partidos votaram a favor, exceto os conservadores do Partido Popular (PP) e do "Cidadãos", que se abstiveram. O placar foi de 172 votos a favor, 164 abstenções e dois votos contra.

"Justiça. Memória. Dignidade. Hoje a Espanha dá um passo histórico para a repatriação dos direitos das vítimas do franquismo. Hoje nossa democracia ficou melhor", escreveu Sánchez, pelo Twitter.

Durante o debate no congresso, a vice-presidente da Casa, a socialista Carmen Calvo, defendeu que não haverá "paz sem justiça" enquanto se mantenha a "atroz anomalia" que é o fato de Franco estar enterrado junto com suas vítimas.

O ditador, morto em 1975, está enterrado na Basílica do Vale dos Caídos, em um memorial construído para abrigar os restos mortais de vítimas dos dois lados da Guerra Civil espanhola (1936-1939). Pelo menos 33.847 pessoas estão enterradas no local, das quais ao menos 12 mil não foram identificadas.

O governo pretende exumar Franco antes do final do ano e decidirá por si o novo local de enterro caso a família do ex-governante, que se opõe à exumação, não o faça. Segundo Calvo, o PP e o Cidadãos disseram que se abstiveram por causa do "caráter urgente" com que foi aprovado o decreto-lei.

"Agora dizem que é urgente a necessidade de exumar Franco, 43 anos depois. Tenham um pouco de respeito", disse o deputado do PP, Jorge Fernández Díaz. Segundo José Manuel Villegas, do "Cidadãos", Sánchez utiliza a exumação de Franco como "cortina de fumaça" para ocultar sua "incapacidade e a debilidade de seu governo".

Calendário