Atriz pornô lançará livro sobre romance com Trump


67 dias atrás
Por: ANSA - Em 13/09/2018 às 11:01
Atriz pornô lançará livro sobre romance com Trump Reprodução

GERAL - A atriz pornô Stephanie Clifford, mais conhecida como Stormy Daniels, afirmou nesta quarta-feira (12) que publicará um livro em outubro no qual contará detalhes sobre seu suposto relacionamento amoroso com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

De acordo com a atriz, o affair com o republicano começou em 2006, pouco tempo depois de a primeira-dama norte-americana, Melania, ter tido o filho mais novo de Trump, Barron. Daniels ainda revelou, em entrevista à rede "CBS", que fez sexo sem camisinha com o magnata e manteve contato com ele por um longo tempo.

A estrela do cinema pornô acrescentou que o livro, intitulado "Full disclosure" ("Divulgação completa", em inglês), será lançado no dia 2 de outubro e que ele é dedicado a sua filha.

"Realmente acreditaram que eu guardaria algo? Vou escrever tudo, e as pessoas poderão pensar o que quiser de mim, mas ao menos é a verdade", afirmou Daniels ao programa "The Views", da emissora "ABC".

A atriz ainda revelou que o livro trará detalhes do suposto relacionamento com Trump que não foram ao ar na entrevista à "CBS", realizada em março. De acordo com Daniels, ela foi proibida de falar alguns acontecimentos que eram "muito importantes". Ela contou que já está trabalhando no livro há quase uma década e que, além do suposto affair com Trump, revelará mais detalhes sobre sua carreira na indústria do cinema pornográfico e nos clubes de striptease.

Trump sempre negou publicamente ter tido uma relação extraconjugal com a atriz pornô, mesmo após seu ex-advogado Michael Cohen ter se declarado culpado de oito acusações, incluindo o suborno para comprar o silêncio de Daniels.

O lançamento do livro, que acontecerá perto das eleições de meio de mandato, pode agravar ainda mais a situação de Trump na Casa Branca. O caso entre o presidente dos Estados Unidos e Daniels foi revelado em janeiro, pelo diário "The Wall Street Journal", que citou um pagamento de US$ 130 mil feito à atriz para ela se manter em silêncio.

Calendário