Palmeiras vence Atlético-PR em plena Arena da Baixada e pula para a vice-liderança do Brasileirão


19 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 06/05/2018 às 19:22
Palmeiras vence Atlético-PR em plena Arena da Baixada e pula para a vice-liderança do Brasileirão Cesar Greco/Ag. Palmeiras

FUTEBOL - O Palmeiras ignorou a força do Atlético-PR jogando em casa e venceu o Furacão, por 3 a 1, na tarde deste domingo (6), na Arena da Baixada. Essa foi a primeira derrota do técnico Fernando Diniz, após 10 jogos comandando o Atlético-PR. POr outro lado, o Verdão assumiu o segundo lugar na tabela do Campeonato Brasileiro.

Os alviverdes voltam a jogar pelo Brasileirão diante do Corinthians, no próximo domingo (13), às 16h, na Arena de Itaquera. No mesmo dia e horário, o Atlético-PR recebe o Atlético-MG de novo na Arena da Baixada.

O jogo
O primeiro tempo foi marcado por poucas oportunidades de gol. O Palmeiras subiu a marcação e pressionou o Atlético-PR no campo de defesa.

Com poucos minutos de jogo, uma baixa importante para o time de Roger Machado: Moisés se machucou.

A rede só balançou aos 43 minutos, quando Dudu cruzou da esquerda, a bola passou por toda a área, Keno dominou no peito e passou para Bruno Henrique, que soltou a bomba e abriu o marcador.

No segundo tempo, a estratégia do time paulista foi ficar com a posse da bola. Aos 14, conseguiram ampliar a vantagem. Dudu chutou de fora da área, Santos espalmou e, no rebote, Marcos Rocha fez o primeiro gol dele com a camisa palmeirense: 2 a 0.

A resposta foi quase imediata. O Furacão foi para cima, tentou diminuir a vantagem. Aos 16, Jaílson pulou no canto esquerdo e fez uma bela defesa, evitando que os donos da casa diminuíssem o placar.

Com uma boa vantagem, o Palmeiras dominou a partida e ditou o ritmo. O terceiro gol veio aos 39. Bruno Henrique e Hyoran roubaram a bola no campo de defesa e o Verdão desceu em rápido contra-ataque. Willian foi lançado e na saída do goleiro, balançou as redes de novo.

O Atlético-PR ainda teve forças para descontar com Pablo, entretanto, já era tarde demais para uma reação.