Peres diz que Diogo Vitor assumiu uso de drogas, mas promete ajuda: "É um patrimônio do clube"


106 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 04/05/2018 às 15:26 - alterado em 04/05/2018 às 19:54
Peres diz que Diogo Vitor assumiu uso de drogas, mas promete ajuda: "É um patrimônio do clube" Ivan Storti/Divulgação Santos FC

FUTEBOL - O presidente do Santos, José Carlos Peres, disse durante a apresentação do novo patrocinador do clube que o meia-atacante Diogo Vitor admitiu ter feito o uso de drogas. O jovem jogador foi pego no exame antidoping da partida contra o Botafogo-SP, pelas quartas de final do Campeonato Paulista, com uma substância presente na cocaína.

“Ele já assumiu. A gente vai ajudá-lo da melhor forma possível. Ele é um patrimônio do clube, um ser humano. Não matou ninguém. Ele transgrediu uma norma e já aceitou essa transgressão. Isso é importante. É aquilo: para você recuperar alguém, o cara tem que aceitar o erro. Ele aceitou e certamente o clube vai apoiá-lo na sua recuperação, que é médica”, disse Peres, descartando no momento uma rescisão do contrato de Diogo Vitor.

O mandatário enfatizou que o clube não pode abandonar o atleta, mas negou que a direção do Peixe tenha “passado a mão na cabeça” de Diogo Vitor. O meia-atacante, de 21 anos, foi suspenso preventivamente pela cúpula santista, que pediu a contraprova do exame.

“Não passamos a mão na cabeça. É inadmissível um atleta fazer o que ele fez, e ele sabe disso, já ouviu isso. O Diogo Vitor veio para o Santos com 12 anos de idade. Perdeu a mãe. Ele precisa muito mais de apoio do que de massacre. E o Santos entende isso e vai ajudá-lo a se recuperar. Ele tem demonstrado que quer se recuperar. Droga não é fácil. Ela entra nas famílias de classe média e alta direto. Mas o Santos vai continuar dizendo não às drogas”, afirmou.

Uma reunião foi agendada pela diretoria do Santos para tratar do assunto na próxima semana. O clube espera que Diogo Vitor aceite o tratamento, caso contrário, o vínculo do atleta poderá até ter o seu vínculo suspenso.