Sérgio Guedes valoriza campanha na A-3 e enaltece resgate da autoestima da Briosa: "Patamar maior"


79 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 28/04/2018 às 20:03
Sérgio Guedes valoriza campanha na A-3 e enaltece resgate da autoestima da Briosa: "Patamar maior" Alberto Ferreira/Divulgação Agência Briosa

FUTEBOL - A Portuguesa Santista foi derrotada pelo Atibaia, na manhã deste sábado (28), no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, e ficou com o vice-campeonato na Série A-3 do Paulistão. Mas, para o técnico da Briosa, Sérgio Guedes, a perda do título não pode ser a última lembrança desta equipe.

Na visão do treinador, todo o trabalho realizado, que culminou com o acesso para a A-2 do Paulista em 2019, precisa ser valorizado. “Em um momento como esse pesa o contexto, as dificuldades desde o início, o comprometimento e a entrega. Para mim, isso tudo vai ter mais relevância. Hoje temos o sentimento de não termos vencido o título, o que seria uma coroação do trabalho e era um desejo nosso. Aí você fala que poderia ter sido em casa, poderia ter ganhado do Barretos, de certa forma você pode acabar tirando o brilho da conquista. Porém, acho que tudo aconteceu como tinha que acontecer”, afirmou.

Guedes acredita que o resgate da autoestima do clube e, também, do torcedor rubro-verde, é a maior recompensa e a marca principal deixada por esse time. “Trabalhamos em cima do limite e estamos orgulhosos de tudo, pois sabemos o quanto custou, as dificuldades que a gente teve, as limitações que tivemos, as ajudas e o respaldo. Acho que isso tudo foi coroado com o resgate do clube em um patamar maior, com receita maior e uma perspectiva melhor. A gente saiu daqui melhor do que chegou e deixou o clube melhor do que chegou. Deixamos a camisa um pouco mais pesada para o futuro”, disse.

Já sobre a sequência da temporada, o comandante não contou se irá permanecer em Ulrico Mursa. Sérgio Guedes destacou que qualquer tipo de decisão ficará a cargo da diretoria do clube, que ainda não informou se a Portuguesa Santista irá disputar a Copa Paulista no segundo semestre.

“Agora, obviamente, está muito mais nas mãos da direção do clube propriamente, do que aquilo que as pessoas gostariam que eu colocasse. É um momento de reflexão da própria diretoria, que deverá fazer as melhores escolhas e encontrar parceiros, até porque se a Portuguesa seguir que siga bem, organizada e com perspectiva, afinal a expectativa será muito grande e a cobrança vai vir por causa disso. É importante que a Portuguesa esteja sempre brigando por algo melhor, pois enquanto isso estiver acontecendo significa que ela está evoluindo e não está ociosa no cenário. Então, esse é o sentimento e o nosso desejo de verdade. O que pudermos fazer para contribuir e continuar ajudando, pelo que eu vejo dentro do futebol, nós iremos fazer e isso vai se perpetuar”, concluiu o treinador.