Em litígio com o Santos, Zeca faz exames e deve ser anunciado pelo Corinthians


278 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 13/03/2018 às 15:18 - alterado em 13/03/2018 às 19:58
Em litígio com o Santos, Zeca faz exames e deve ser anunciado pelo Corinthians Divulgação/Santos Futebol Clube

FUTEBOL - Em litígio com o Santos, o lateral-esquerdo Zeca fez exames médicos na manhã desta terça-feira (13) em São Paulo e deve assinar contrato com o Corinthians nos próximos dias. A informação é da Rádio Bandeirantes.

No mês passado, as diretorias de Timão e Peixe chegaram a conversar sobre uma possível troca envolvendo Zeca. Na ocasião, a cúpula santista desejava receber Marquinhos Gabriel e mais um atleta corintiano. As tratativas, porém, não evoluíram e a negociação foi descartada.

Agora, entretanto, o Corinthians parece disposto a firmar um contrato de quatro anos com Zeca. Os detalhes da transação ainda não foram divulgados, mas o jogador chegaria para suprir uma das carências do elenco comandado pelo técnico Fábio Carille. Isto porque, desde a saída de Guilherme Arana para o Sevilha (Espanha), Juninho Capixaba e Sidcley foram contratados, mas o primeiro não se firmou na posição e o segundo ainda não estreou. O volante Maycon também chegou a atuar no setor, mas não agradou.

Por meio de nota, o Santos afirmou que “reconhece o direito do atleta de assinar com qual clube desejar. Reitera aos envolvidos, contudo, porque acredita na Justiça, que conforme esclarecido pelo TST, o mérito da ação ainda será julgado em abril. Assim, diante do resultado, o clube não abrirá mão, em hipótese alguma e nem parcialmente, do valor que lhe cabe”.

Imbróglio judicial
Como a audiência que irá julgar o mérito da questão na Justiça do Trabalho está marcada apenas para abril, Zeca ingressou com uma ação judicial para rescindir com o Peixe em outubro. O lateral argumenta que o Santos teria atrasado o recolhimento do FGTS e o pagamento de direitos de imagem. Além disso, ele alegou que não sentia segurança para exercer o seu trabalho.

O jogador tem um habeas corpus que o permite assinar com qualquer equipe. Por sua vez, o clube praiano pretende cobrar a multa rescisória de R$ 50 milhões para a liberação de Zeca, pois o time da Vila Belmiro alega que, ao sumir e deixar de treinar no CT Rei Pelé, o lateral teria abandonado o emprego.