TCU bloqueia bens de Dilma por prejuízo à Petrobras


6 dias atrás
Por: Santaportal e Agência Brasil - Em 11/10/2017 às 13:52
TCU bloqueia bens de Dilma por prejuízo à Petrobras Arquivo / Fotos Públicas

POLÍTICA - O Tribunal de Contas da União (TCU) anunciou hoje (11) que vai bloquear os bens de ex-membros do Conselho de Administração da Petrobras para ressarcir a estatal por prejuízo pela compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos pelo valor de US$ 580 milhões.

Entre eles estão a ex-presidente Dilma Rousseff, o ex-ministro Antônio Palocci; Claudio Luis da Silva Haddad; Fábio Colletti Barbosa; Gleuber Vieira; e do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli.

Para que o bloqueio seja efetivado o TCU precisa receber a relação de bens dos acusados. O valor será rateado entre eles até que chegue ao valor de US$ 580 milhões.

Pasadena
A compra pela Petrobras da refinaria de petróleo em Pasadena, Texas (EUA), em 2006, é investigada por superfaturamento, à época, e evasão de divisas.

Em 2006, a Petrobras pagou US$ 360 milhões por 50% da refinaria (US$ 190 milhões pelos papéis e US$ 170 milhões pelo petróleo que estava em Pasadena). O valor foi maior do que o pago um ano antes pela belga Astra Oil pela refinaria toda, no valor de US$ 42,5 milhões. Por causa das cláusulas do contrato, a estatal foi obrigada a comprar toda a unidade, o que resultou em um gasto total de US$ 1,18 bilhão.

Em 2013, o TCU iniciou uma apuração sobre suspeitas de irregularidades na compra. No ano seguinte, o tribunal determinou a devolução de US$ 792,3 milhões aos cofres da Petrobras pelos prejuízos causados ao patrimônio da empresa por causa do negócio.