Brasil faz 3 a 0 e Chile não vai para a Rússia; Messi brilha e leva Argentina para a Copa


65 dias atrás
Por: #Santaportal - Em 10/10/2017 às 23:35
Brasil faz 3 a 0 e Chile não vai para a Rússia; Messi brilha e leva Argentina para a Copa Lucas Figueiredo/Divulgação CBF

FUTEBOL - A seleção brasileira encerrou com uma grande vitória a sua participação nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018, na Rússia. Os canarinhos derrotaram o Chile, por 3 a 0, na noite desta terça-feira (10), no Allianz Parque. Paulinho e Gabriel Jesus (2) marcaram para os comandados de Tite.

O resultado levou o Brasil a terminar a competição isolado na liderança, com 41 pontos em 18 jogos disputados. Além disso, a seleção terminou como o time que mais venceu (12 vezes), o que menos perdeu (apenas uma derrota), o de melhor ataque (40 gols a favor) e o que possui a melhor defesa (apenas 11 gols sofridos). Por sua vez, os chilenos, atuais bicampeões da Copa América, ficaram na sexta posição e não vão para a Rússia.

Mesmo sofrendo um gol do Equador aos 35 segundos do primeiro tempo, a Argentina conseguiu a virada e terminou com uma vitória de 3 a 1. Foram três gols de Messi, que se tornou o herói da classificação para a Copa do Mundo de 2018 e o maior artilheiro das Eliminatórias na América do Sul, com 21 gols. Os argentinos passaram em terceiro lugar, com 28 pontos, três atrás do Uruguai, segundo colocado. A Celeste fez 4 a 2 na Bolívia, em Montevidéu, e com 31 pontos ganhos classificou o seu passaporte para o Mundial.

Derrotado pela Venezuela em casa, por 1 a 0, o Paraguai decepcionou a sua torcida e está fora. Em compensação, o empate entre Peru e Colômbia teve sabor de vitória para os mandantes. Com o gol de Paolo Guerrero, atacante do Flamengo, os peruanos foram aos 26 pontos e evitaram a eliminação. O Peru ficou com o quinto lugar e jogará a repescagem contra a Nova Zelância, representante da Oceania. Os colombianos, porém, chegaram aos 27 pontos, na quarta colocação e estão garantidos na Copa do Mundo.

O jogo
Pressionando a saída de bola, o Brasil deu trabalho ao Chile no primeiro tempo. A primeira boa chance foi aos seis minutos, quando Gabriel Jesus ficou com rebote e rolou para Renato Augusto finalizar perto do ângulo esquerdo do goleiro Claudio Bravo.

Depois, aos 16, o camisa 9 entregou na medida para Neymar, que bateu de esquerda e viu o goleiro chileno defender com as pernas. Aos 30, o camisa 10 brasileiro chegou perto novamente do gol. Após dominar a bola na intermediária, Neymar soltou uma bomba de perna direita, que passou com perigo por cima do gol chileno.

A seleção seguiu dominando as ações e quase abriu o placar aos 38, quando Gabriel Jesus apareceu nas costas da marcação e cabeceou em cima de Bravo.

Na etapa complementar, os canarinhos não mudaram o ritmo da etapa inicial. Logo aos seis minutos, Neymar cobrou falta direto para o gol e viu Bravo fazer boa defesa. Desta forma, não demorou para que o time da casa balançasse as redes. Aos nove, Daniel Alves cobrou falta de longe, Bravo defendeu e deu rebote. Atento, Paulinho não desperdiçou a oportunidade, pegou a sobra e fez 1 a 0.

Na sequência, após contra-ataque rápido, Philippe Coutinho lançou Neymar no ataque, que dominou e rolou para Gabriel Jesus completar com o gol vazio: 2 a 0.

A seleção brasileira ainda teve outras boas chances de ampliar, como na cobrança de falta de Neymar, aos 23, que tirou tinta do travessão.

Trocando passes e insistindo no ataque, o Brasil administrou o resultado positivo e, explorando o desespero dos chilenos, ainda marcou mais um nos acréscimos. Aos 48, toda a equipe do Chile foi para a área em uma cobrança de escanteio e, na sequência, Willian ficou com o rebote e chutou para frente. Bravo ainda tentou correr atrás de Gabriel Jesus, mas o atacante avançou e marcou o terceiro dos brasileiros, fechando a contagem e garantindo a festa da torcida que compareceu ao estádio.