Temer recebeu R$ 15 milhões pelo PT e colocou R$ 1 milhão 'no bolso', acusa delator


206 dias atrás
Por: ANSA e Agência Brasil - Em 19/05/2017 às 19:58
Temer recebeu R$ 15 milhões pelo PT e colocou R$ 1 milhão 'no bolso', acusa delator Marcos Corrêa/PR

BRASIL - O diretor do frigorífico JBS, Ricardo Saud, acusou o presidente Michel Temer de ter recebido R$ 15 milhões em propina do PT nas eleições de 2014 e de ter colocado R$ 1 milhão "no bolso".

A declaração foi dada em sua delação premiada ao Ministério Público Federal, cujo teor teve o sigilo derrubado nesta sexta-feira (19) pelo Supremo Tribunal Federal. "O Michel Temer fez até uma coisa muito deselegante. O Temer me deu um papelzinho e disse: olha, Ricardo, tem 1 milhão que eu quero que você entregue em dinheiro nesse endereço aqui", contou o delator.

O endereço em questão era da empresa de engenharia e arquitetura Argeplan, do coronel aposentado João Baptista Lima Filho, amigo do presidente da República. "Eu já vi o cara pegar o dinheiro na campanha e gastar na campanha. Agora, o cara ganhar um dinheiro do PT e guardar no bolso dele, isso ai é muito difícil", disse Saud.

O montante havia sido pago pela JBS ao Partido dos Trabalhadores, que teria repassado recursos ilegais para aliados nas eleições de 2014.

Palácio do Planalto
A Presidência da República negou que sejam verdadeiras as acusações contra o presidente Michel Temer. “As informações são falsas”, afirmou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Conforme a assessoria, todos os recursos recebidos para a campanha de Temer em 2014 foram doações oficiais.